Notícias

domingo, 31 de maio de 2009

De quantas graças tinha, a Natureza

De quantas graças tinha, a Natureza
Fez um belo e riquíssimo tesouro,
E com rubis e rosas, neve e ouro,
Formou sublime e angélica beleza.

Pôs na boca os rubis, e na pureza
Do belo rosto as rosas, por quem mouro;
No cabelo o valor do metal louro;
No peito a neve em que a alma tenho acesa.

Mas nos olhos mostrou quanto podia,
E fez deles um sol, onde se apura
A luz mais clara que a do claro dia.

Enfim, Senhora, em vossa compostura
Ela a apurar chegou quanto sabia
De ouro, rosas, rubis, neve e luz pura.

--Luís Vaz de Camões

E quantas graças tem a primeira rosa deste ano :)

terça-feira, 12 de maio de 2009

Operação Ouriço Cacheiro - Take 1 ;)

Aqui há umas semanas atrás a minha gatita surda apanhou uma porta aberta e escapuliu-se sem ninguém dar conta. Só viemos a dar conta que ela não estava em casa quando à noitinha o bichito não veio ter comigo para pedinchar os biscoitos preferidos, colinho e festinhas como lhe é contumeiro :)

video

E à conta disso passamos uma boa parte da noite e do dia seguinte pelo meio dos canteiros e jardins alheios à procura de uma rabinho gordo e felpudo. Felizmente conseguimos encontrá-la, mas pelo meio, também encontrámos outros bichinhos :D Nada como estar no meio de uma rua escura e calma no meio da noite e começar a ouvir barulhos de coisas a partir/cair e uns grunhidos muito estranhos e quando nos aproximamos darmo-nos conta que o autor de tanto xinfrim é um simpático(a) ouriço cacheiro à procura de paparoca :D

video

E daí veio a ideia de deixar um pouco de água e comida perto de uma janela para ver se apanhava algum em vídeo. Apanhei sim, mas foram uns ouriços cacheiros muitos estranhos e curiosos :D Os verdadeiros não apareceram. -_- Acho que vou ter que aperfeiçoar o método de engodo :D

E aqui ficam alguns dos vídeos dos pseudo-ouriços :D

video

domingo, 10 de maio de 2009

Em busca dos ... corações floridos de Baden!

Este ano a cidade de Baden decidiu por altura da Páscoa, enfeitar a cidade com corações feitos de plantas. Ainda estão lá todos bonitos e floridos e são a felicidade de muitos amigos do *click-click japonês :D". Lindos :)












quarta-feira, 6 de maio de 2009

If you want it, come and get it :D

Estes lindos saquinhos de compras em algodão(muito em voga agora com a linha "go green" ;) ) são para as nossas duas mamãs :D Achei-os muito fofos.

"Ohne Mama ist alles doof." = "Sem a Mamã tudo é xôxo/sem graça" :)

Para quem tiver curiosidade de ver o resto dos produtos da sheepworld, clicky :D



Só há um senão: têm que os vir buscar. heheheh :D :D

Palavra do dia: "Zuckerwatte" :D

Hoje, há uma feira de rua gigantesca (para padrões suíços :D) em Baden.

E como em todas as feiras que se prezem o algodão-doce não pode faltar :D



'hihihih' *<:D ... *schlep*

A não perder: Exposição Internacional de Arte em Zurique



Por uns módicos 12 chf. :)

terça-feira, 5 de maio de 2009

Doação de Orgãos na Suíça

O Governo Federal pôs à disposição de todas a comunidades imigrantes uma tradução do documento que explica o que se pode fazer neste país relativamente à doação de orgãos.
Leiam aqui.

O Hino Nacional Suíço

O Hino Nacional Suíço ("Schweizer Nationalhymne" ou "Landeshymne" ) só se tornou oficial em 1981. O hino, cujo nome inicial era "Schweizerpsalm", foi composto em 1841 pelo sacerdote e compositor Alberik Zwyssig com base num poema patriótico escrito por Leonhard Widmer. Aqui fica o hino em Alemão, bem como as letras em alemão e francês :)




Em Alemão

Trittst im Morgenrot daher,
Seh' ich dich im Strahlenmeer,
Dich, du Hocherhabener, Herrlicher!
Wenn der Alpenfirn sich rötet,
Betet, freie Schweizer, betet.
Eure fromme Seele ahnt
Eure fromme Seele ahnt
Gott im hehren Vaterland!
Gott, den Herrn, im hehren Vaterland!

Kommst im Abendglühn daher,
Find' ich dich im Sternenheer,
Dich, du Menschenfreundlicher,
Liebender!
In des Himmels lichten Räumen
Kann ich froh und selig träumen;
Denn die fromme Seele ahnt
Denn die fromme Seele ahnt
Gott im hehren Vaterland!
Gott, den Herrn, im hehren Vaterland!

Ziehst im Nebelflor daher,
Such' ich dich im Wolkenmeer,
Dich, du Unergründlicher, Ewiger!
Aus dem grauen Luftgebilde
Bricht die Sonne klar und milde,
Und die fromme Seele ahnt
Und die fromme Seele ahnt
Gott im hehren Vaterland!
Gott, den Herrn, im hehren Vaterland!

Fährst im wilden Sturm daher,
Bist du selbst uns Hort und Wehr,
Du, allmächtig Waltender, Rettender!
In Gewitternacht und Grauen
Laßt uns kindlich ihm vertrauen!
Ja, die fromme Seele ahnt
Ja, die fromme Seele ahnt
Gott im hehren Vaterland!
Gott, den Herrn, im hehren Vaterland!


Em Francês

Sur nos monts, quand le soleil
Annoce un brilliant réveil,
Et prédit d'un plus beau jour Le retour,
Les beaut้s de la patrie
Parlent เ l'éme attendrie;
Au ciel montent plus joyeux,

Les accents d'un cœur pieux,
Les accents ้mus d'un cœur pieux.
Lorsqu'un doux rayon du soir
Joue encore dans le bois noir,
Le cœur se sent plus heureux pr่s de Dieu
Loin des vain bruits de la plaine
L'éme en paix est plus sereine;
Au ciel montent plus joyeux,

Les accents d'un cœur pieux,
Les accents émus d'un cœur pieux.
Lorsque dans la sombre nuit
La foudre éclate avec bruit,
Notre cœur pressent encore le Dieu fort.
Dans l'orage et la d้tresse,

Il est notre forteresse.
Offrons-Lui de cœurs pieux

Dieu nous bénira des cieux,
Dieu nous b้nira du hauts des cieux.
Des grand monts vient le secours,
Suisse! esp่re en Dieu toujours!
Garde la foi des a๏eux, vis comme eux!
Sur l'autel de la partrie
Met tes biens, ton cœurs, ta vie!
C'est le trésor précieux

Que Dieu nous bénira des cieux,
Que Dieu nous bénira du hauts des cieux.