Notícias

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

E a chuva não bate assim ... ;)


Pois é :)

Estou a olhar lá para fora pela janela do escritório e está a nevar. A época está a começar cedo este ano ... vamos lá ver o quão frio vai ser este Inverno :)
hehe ... quando me lembro que quando cá cheguei fui presenteada com o Inverno mais frio que o país teve nos últimos 40 anos ...bbbrrrrrrr, nada como ter uns -15C (nas zonas baixas do país) durante uns meses para nos aclimatar de vez :D
E sim, vi o primeiro nevão aqui quando estava a trabalhar e todos os meus colegas se desataram a rir quando deram conta do "ohhh, look at that!! it's snowing!! :D" e do meu enorme sorriso idiota a olhar pela janela toda contente ... coisa que pelos vistos ainda acontece :)

6 comentários:

DaJe disse...

Salut!
Em que zona é que estás a viver? Tb me disseram que possivelmente iria nevar aqui em Genève! Espero que sim!! E acho que se isso vier a acontecer irei ter o mesmo "sorriso idiota" estampado na minha cara! ;)

aurora disse...

Olá daje :)

Eu vivo no Norte do país perto de Zurique. E está tudo branquinho lá fora ;)

jraminhos disse...

Salut!

Eu estou em Moutier, e tambem esta tudo branco. Infelizmente vai durar pouco...

DaJe disse...

Que sorte a vossa! Aqui ainda não chegou... Quer dizer, já vejo branco nas montanhas à volta da cidade, mas aqui nada... :(

Anónimo disse...

BALADA DA NEVE
Batem leve, levemente,
como quem chama por mim.
Será chuva? Será gente?
Gente não é, certamente
e a chuva não bate assim.
É talvez a ventania:
mas há pouco, há poucochinho,
nem uma agulha bulia
na quieta melancolia
dos pinheiros do caminho...
Quem bate, assim, levemente,
com tão estranha leveza,
que mal se ouve, mal se sente?
Não é chuva, nem é gente,
nem é vento com certeza.
Fui ver. A neve caía
do azul cinzento do céu,
branca e leve, branca e fria...
. Há quanto tempo a não via!
E que saudades, Deus meu!
Olho-a através da vidraça.
Pôs tudo da cor do linho.
Passa gente e, quando passa,
os passos imprime e traça
na brancura do caminho...
Fico olhando esses sinais
da pobre gente que avança,
e noto, por entre os mais,
os traços miniaturais
duns pezitos de criança...
E descalcinhos, doridos...
a neve deixa inda vê-los,
primeiro, bem definidos,
depois, em sulcos compridos,
porque não podia erguê-los!...
Que quem já é pecador
sofra tormentos, enfim!
Mas as crianças, Senhor,
porque lhes dais tanta dor?!...
Porque padecem assim?!...
E uma infinita tristeza,
uma funda turbação
entra em mim, fica em mim presa.
Cai neve na Natureza
. e cai no meu coração.
Augusto Gil




É lindo , como também linda é a natureza.
Beijinhos da Mãe

aurora disse...

Sim, mamã. É muito bonito :)

Btw. o jraminhos é o mesmo João Raminhos que tem um post no Mind this Gap? :)