Notícias

domingo, 27 de dezembro de 2009

Festas Felizes :)

Feliz Natal e Ano Novo e muita Saúde para todos são os meu votos :)


segunda-feira, 30 de novembro de 2009

*Poing Poing*

E cá está o primeiro nevão deste Inverno :) Está na hora de desencantar do fundo do armário toda indumentária necessária para ir alarvar/criar mais bonecos e bolas de neve. heh :O)

phewwwww..... ainda bem que o aquecimento em casa já funciona outra vez!! à custa de uma carteira que ficou bem mais leve, mas fazer o quê ... era isso ou passar a vida a servir de almofada quentinha a dois gatos friorentos ;)

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Operação Ouriço Cacheiro II

Está a chegar o Inverno e os pequenos Ouriços têm que começar a procura de lugares aconchegados para hibernarem.

Estive a preparar uma pequena toca num canto calmo do jardim para estes pequenos e simpáticos bichitos. E para quem quiser aproveitar a ideia, aqui ficam algumas fotos da "construção" passo-a-passo.





Comecem por seleccionar um canto calmo e de preferência abrigado e façam uma pequena cova aonde põem cascas-de-árvore e palha.



A toca/casa em si pode ou ser comprada numa casa de produtos para jardim/animais (como a que eu tenho) ou então pode fácilmente ser construida com um pouco de imaginação e madeira/telhas/tijolos.



Depois de ser posta na cova, a casotinha tem então de ser coberta com uma camada de cascassde árvore e outra de solo.



E se possível um pequeno corredor pode sempre ser adicionado. Neste caso, eu aproveitei uma telha velha que andava lá por casa.



E por fim, uma outra telha foi aproveitada para cobrir parcialmente a entrada. Decidi fazer isto porque para atrair os bichitos meti alguma comida para porquinhos-da-india à entrada, mas quando virei costas um pequeno gatito achou-lhe bastante piada e desatou a encher o papinho todo contente e não havia maneira de o tirar de lá! :)

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Awards

Este blog recebeu um award dos swissinhos. Muito Obrigada :)

As regras do award são :

1. Exibir a imagem do selo
2. postar o link do blog que os escolheu
3. indicar outros blogs
4. avisar os blogs escolhidos
5. publicar as regras
6. conferir se repassaram o selo e as regras





E os felizes contemplados por este Award são:


Alexander Thoele

Hydrargirum

Colaço

juanitatortilla

Carmen

Os Lobos

Antes Blog do Que Nunca

Não Lembra nem ao Diabo

Fomos

Trem Bom

Blog d'avozinha

Cinco Quartos de Laranja

Beates bunter Blog

Finding Simplicity

Receitas da Avozinha

Sabores de Portugal


e agora ... step 4: spam time :D tendo em conta o self award segunte ;)



terça-feira, 8 de setembro de 2009

frases da vida

Lembro-me de ouvir desde muito pequena duas frases que sempre me aguçaram "o engenho e a arte" e me encorajaram em alturas em que só me apetecia desistir.

"O Saber não ocupa lugar!" e "Dos fracos não reza a História!" sempre estiveram à mão dos meus pais e avós desde a minha infância :) É sempre bom ter curiosidade por aprender um pouco de tudo e não desistir à primeira contrariedade.

Hoje em dia, há mais algumas que fazem parte do meu quotidiano.

msn alarvento ao marido "Weeeehhhh, je suis une petit génie! *self hug*" é muito comum quando resolvo alguma coisa no trabalho. Pura e simplemente pq me faz sorrir :)

e outra muito comum é "Amo-te muito!" porque faz bem a quem diz e a quem ouve :D

heh :)

sexta-feira, 10 de julho de 2009

A Pérola do dia

Pois é ... de vez em quando a Internet põe-nos à frente uma pérola destas.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Quem não tem cão ... caça com gato :)

Enchi-me de ouvir tanta gente a falar de sardinhas assadas pela época das festas populares :D



Uma das coisas de que sinto imensa falta é da variedade de peixe de água salgada com que me deparava todos os dias (e à qual não dava grande importância porque via/comia peixinho todos os dias).



Tem estado mau tempo há já algumas semanas. Está frio e não pára de chover durante muito tempo e para rematar tenho andado a sair do emprego tardíssimo (hurray para deadlines e gente que vai de férias e que tem de me passar o "testemunho" durante uns tempos. :) ) De maneira que fiz uma fogueirita e aproveitei para assar umas sardinhas para matar as saudades. São congeladas, mas estavam bastante boas :)

*sorriso alarvento* heheh :D

terça-feira, 23 de junho de 2009

Porquê Emigraram?

Há uns tempos atrás criei uma Poll relativa aos motivos que levaram as pessoas a emigrar. E eis os resultados:

06 resp.: Porque o meu parceiro(a) é natural do País para onde emigrei.
09 resp.: Porque estava desiludido(a) com o meu trabalho.
19 resp.: Porque tinha/tenho dificuldades financeiras.
19 resp.: Porque queria conhecer outros costumes/países/pessoas.
22 resp.: Porque não tinha emprego no meu País.
23 resp.: Porque estava desiludido(a) com as condições de trabalho no meu País.
38 resp.: Porque queria uma melhor qualidade de vida.

E como já era de esperar as razões mais votadas foram a falta de emprego, a desilusão em relação às condições de trabalho e a procura de uma melhor qualidade de vida. A meu ver ainda vão ser necessárias mais algumas gerações até que se as pessoas se comecem a mudar de país porque simplesmente lhes deu na telha.

Já lá vão os anos em que a grande/absoluta maioria dos emigrantes eram pessoas com poucos recursos/educação que partiam em busca de uma vida melhor. Muitas vezes emigravam sozinhos deixando a família em Portugal e faziam uma vida um tanto ou quanto frugal. Daí o arquétipo do "típico emigrante":

. aquele que emigra para outro país com o objectivo de ficar por lá só uns X anos, mas que vai ficando e ficando ... e ficando
. aquele que trabalhar, trabalha, trabalha, e ... trabalha
. aquele que poupa tudo o que consegue e mais algum
. aquele que constrói uma bruta vivenda na terrinha à qual vai tirar o pó algumas vezes por ano parecendo um Zé das Medalhas a cavalo na súper máquina de última moda ... vermelha de preferência.


Mas quem são os emigrantes dos dias de hoje e que tipo de vida é que levam? E afinal de contas o que é a tão cobiçada "melhor qualidade de vida"?


Lembro-me de alguns anos atrás ter visitado Lausanne durante um fim-de-semana. No hotel conhecemos duas senhoras portuguesas que lá trabalhavam e que nos vieram cumprimentar quando nos ouviram falar português .. e ficou-me um comentário que passou entre elas quando se afastavam: "Estás a ver? nós viemos com a mala às costas e tivemos que entrar pela porta do cavalo e hoje em dia eles entram pela porta da frente em todo o lado!".


Falando por mim, eu emigrei por puro acaso. Estava eu a contemplar a minha vida como investigadora numa instituição aonde só os patêgos é que não tinham tachos por fora; aonde eram os burros de carga de todos e mais alguém e ainda acreditavam em ganhar a vida honradamente como investigadores e não como re-inventores da roda ...guilty as patêga, yep ... quando decidi mudar de rumo e começar à procura de emprego no sector privado (aonde pelo menos não tinha que sobreviver à custa de eventuais bolsas). E como tudo aparece quando é preciso, apareceu-me à frente por pura coincidência uma proposta de emprego aqui. Não por factor C ou nada que se pareça, mas por uma simples brincadeira que depois foi levada bem a sério. Emigrei em 2001 com 24 anitos e na mala levava todas as minhas posses: a minha roupita, livros, cds, computador, os meus dois canudos e um bacalhau :D. Não tenho uma vida de típico emigrante, não. Não tenho nada em Portugal, não tenho lá casa/carro/etc. Quando lá vou há sempre um canto em casa dos pais/irmãos ou um hótel algures e táxis :) Não passo a vida a pensar/contar que me vou embora de volta a Portugal e não faço uma vida só de casa/trabalho/casa. Todos os meus amigos por cá são suíços. Respeitam-me no trabalho e consideram-me uma excelente profissional. O país no geral tem um grande amor à Natureza e ainda se pode ir dar uma volta a pé à noite e olhar para as estrelas sem ter que se estar constantemente vigilante e à espera de ser roubado ou algo pior. Quanto à bruta vivenda, tenho-a cá (onde vivo na maioria do tempo) e quanto a máquinas de última moda, quem precisa delas quando se tem o melhor sistema ferroviário da Europa :D


Em suma, sinto-me em casa. :)

quarta-feira, 10 de junho de 2009

O 10 de Junho

Por vezes esqueço-me do significado dos feriados nacionais portugueses e muitas vezes só me dou conta que em Portugal um certo dia é feriado quando alguém que vive lá se vira com um "hoje é feriado." ... como hoje :D

Gosto imenso de ler um pouco de tudo e volta e meia lá vou eu meter o nariz pelo meio de livros de poesia. Achei piada a este pequeno poema de Camões. Já o conhecia, mas agora que olho de novo para ele quase que parece que ele estava a falar da Suíça e não do Portugal em que só há fogos por todo o lado todos os anos :P ... verdes campos/pastos/florestas? ... qualquer dia só vão ter pedras para queimar -_-


"Verdes são os campos,
De cor de limão:
Assim são os olhos
Do meu coração.

Campo, que te estendes
Com verdura bela;
Ovelhas, que nela
Vosso pasto tendes,
De ervas vos mantendes
Que traz o Verão,
E eu das lembranças
Do meu coração.

Gados que pasceis
Com contentamento,
Vosso mantimento
Não no entendereis;
Isso que comeis
Não são ervas, não:
São graças dos olhos
Do meu coração. "

domingo, 31 de maio de 2009

De quantas graças tinha, a Natureza

De quantas graças tinha, a Natureza
Fez um belo e riquíssimo tesouro,
E com rubis e rosas, neve e ouro,
Formou sublime e angélica beleza.

Pôs na boca os rubis, e na pureza
Do belo rosto as rosas, por quem mouro;
No cabelo o valor do metal louro;
No peito a neve em que a alma tenho acesa.

Mas nos olhos mostrou quanto podia,
E fez deles um sol, onde se apura
A luz mais clara que a do claro dia.

Enfim, Senhora, em vossa compostura
Ela a apurar chegou quanto sabia
De ouro, rosas, rubis, neve e luz pura.

--Luís Vaz de Camões

E quantas graças tem a primeira rosa deste ano :)

terça-feira, 12 de maio de 2009

Operação Ouriço Cacheiro - Take 1 ;)

Aqui há umas semanas atrás a minha gatita surda apanhou uma porta aberta e escapuliu-se sem ninguém dar conta. Só viemos a dar conta que ela não estava em casa quando à noitinha o bichito não veio ter comigo para pedinchar os biscoitos preferidos, colinho e festinhas como lhe é contumeiro :)

video

E à conta disso passamos uma boa parte da noite e do dia seguinte pelo meio dos canteiros e jardins alheios à procura de uma rabinho gordo e felpudo. Felizmente conseguimos encontrá-la, mas pelo meio, também encontrámos outros bichinhos :D Nada como estar no meio de uma rua escura e calma no meio da noite e começar a ouvir barulhos de coisas a partir/cair e uns grunhidos muito estranhos e quando nos aproximamos darmo-nos conta que o autor de tanto xinfrim é um simpático(a) ouriço cacheiro à procura de paparoca :D

video

E daí veio a ideia de deixar um pouco de água e comida perto de uma janela para ver se apanhava algum em vídeo. Apanhei sim, mas foram uns ouriços cacheiros muitos estranhos e curiosos :D Os verdadeiros não apareceram. -_- Acho que vou ter que aperfeiçoar o método de engodo :D

E aqui ficam alguns dos vídeos dos pseudo-ouriços :D

video

domingo, 10 de maio de 2009

Em busca dos ... corações floridos de Baden!

Este ano a cidade de Baden decidiu por altura da Páscoa, enfeitar a cidade com corações feitos de plantas. Ainda estão lá todos bonitos e floridos e são a felicidade de muitos amigos do *click-click japonês :D". Lindos :)












quarta-feira, 6 de maio de 2009

If you want it, come and get it :D

Estes lindos saquinhos de compras em algodão(muito em voga agora com a linha "go green" ;) ) são para as nossas duas mamãs :D Achei-os muito fofos.

"Ohne Mama ist alles doof." = "Sem a Mamã tudo é xôxo/sem graça" :)

Para quem tiver curiosidade de ver o resto dos produtos da sheepworld, clicky :D



Só há um senão: têm que os vir buscar. heheheh :D :D

Palavra do dia: "Zuckerwatte" :D

Hoje, há uma feira de rua gigantesca (para padrões suíços :D) em Baden.

E como em todas as feiras que se prezem o algodão-doce não pode faltar :D



'hihihih' *<:D ... *schlep*

A não perder: Exposição Internacional de Arte em Zurique



Por uns módicos 12 chf. :)

terça-feira, 5 de maio de 2009

Doação de Orgãos na Suíça

O Governo Federal pôs à disposição de todas a comunidades imigrantes uma tradução do documento que explica o que se pode fazer neste país relativamente à doação de orgãos.
Leiam aqui.

O Hino Nacional Suíço

O Hino Nacional Suíço ("Schweizer Nationalhymne" ou "Landeshymne" ) só se tornou oficial em 1981. O hino, cujo nome inicial era "Schweizerpsalm", foi composto em 1841 pelo sacerdote e compositor Alberik Zwyssig com base num poema patriótico escrito por Leonhard Widmer. Aqui fica o hino em Alemão, bem como as letras em alemão e francês :)




Em Alemão

Trittst im Morgenrot daher,
Seh' ich dich im Strahlenmeer,
Dich, du Hocherhabener, Herrlicher!
Wenn der Alpenfirn sich rötet,
Betet, freie Schweizer, betet.
Eure fromme Seele ahnt
Eure fromme Seele ahnt
Gott im hehren Vaterland!
Gott, den Herrn, im hehren Vaterland!

Kommst im Abendglühn daher,
Find' ich dich im Sternenheer,
Dich, du Menschenfreundlicher,
Liebender!
In des Himmels lichten Räumen
Kann ich froh und selig träumen;
Denn die fromme Seele ahnt
Denn die fromme Seele ahnt
Gott im hehren Vaterland!
Gott, den Herrn, im hehren Vaterland!

Ziehst im Nebelflor daher,
Such' ich dich im Wolkenmeer,
Dich, du Unergründlicher, Ewiger!
Aus dem grauen Luftgebilde
Bricht die Sonne klar und milde,
Und die fromme Seele ahnt
Und die fromme Seele ahnt
Gott im hehren Vaterland!
Gott, den Herrn, im hehren Vaterland!

Fährst im wilden Sturm daher,
Bist du selbst uns Hort und Wehr,
Du, allmächtig Waltender, Rettender!
In Gewitternacht und Grauen
Laßt uns kindlich ihm vertrauen!
Ja, die fromme Seele ahnt
Ja, die fromme Seele ahnt
Gott im hehren Vaterland!
Gott, den Herrn, im hehren Vaterland!


Em Francês

Sur nos monts, quand le soleil
Annoce un brilliant réveil,
Et prédit d'un plus beau jour Le retour,
Les beaut้s de la patrie
Parlent เ l'éme attendrie;
Au ciel montent plus joyeux,

Les accents d'un cœur pieux,
Les accents ้mus d'un cœur pieux.
Lorsqu'un doux rayon du soir
Joue encore dans le bois noir,
Le cœur se sent plus heureux pr่s de Dieu
Loin des vain bruits de la plaine
L'éme en paix est plus sereine;
Au ciel montent plus joyeux,

Les accents d'un cœur pieux,
Les accents émus d'un cœur pieux.
Lorsque dans la sombre nuit
La foudre éclate avec bruit,
Notre cœur pressent encore le Dieu fort.
Dans l'orage et la d้tresse,

Il est notre forteresse.
Offrons-Lui de cœurs pieux

Dieu nous bénira des cieux,
Dieu nous b้nira du hauts des cieux.
Des grand monts vient le secours,
Suisse! esp่re en Dieu toujours!
Garde la foi des a๏eux, vis comme eux!
Sur l'autel de la partrie
Met tes biens, ton cœurs, ta vie!
C'est le trésor précieux

Que Dieu nous bénira des cieux,
Que Dieu nous bénira du hauts des cieux.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Novos Designs :D

O que uma pessoa encontra pela net quando está a fazer uma pausa no trabalho :)

Estão a olhar para um novo design de sanitas que promovem o exercício dos músculos das costas e baixo ventre! oO ...Enfim, pergunto-me se a moda vai pegar :) A avaliar pelos comentários daqui dá a ideia que não, lol :D

terça-feira, 28 de abril de 2009

A gripe suína e a Suiça

Segundo o relatório de hoje do Gabinete Federal de Saúde Pública (BAG), a Organização Mundial da Saúde (OMS) descreve a actual situação como sendo uma situação de"emergência de saúde pública de preocupação internacional" e aumentou o nível de alerta de pandemia de Fase 3 para Fase 4. Isto significa que foram identificados casos de focos de transmissão limitada e localizada entre humanos.

Até agora não existem casos confirmados de pessoas com esta gripe no país, no entanto, 5 pessoas (dos cantões de Aargau, Berna, Genebra e Zurique) estão sob suspeita de estarem infectadas.


Segundo a Comissão Europeia, através do Centro Europeu de Prevenção e Controle
(ECDC), existem hoje três situações de risco no mundo. São elas:

1. Risco de Epidemia em larga escala: no México
2. Surtos confirmados de Epidemia: Canadá e E.U.A.
3. Casos suspeitos sob investigação, sem transmissão local: Europa e Suíça.

Hoje recebi na empresa uma newsletter do Departamento Cantonal de Medicina no Trabalho a aconselhar-nos a evitar tanto quanto possível viajar para as zonas afectadas ou então caso isso não seja possível, a aconselhar-nos a ficar em casa/trabalhar de casa nos 5 dias após a nossa chegada de uma das zonas afectadas (tempo que demoram os primeiros sintomas a aparecer).

Deixaram-nos ainda os seguintes links/contactos para acompanharmos o evoluir da situação:


- Número de Urgência Nacional: ++41 (0)31 322 21 00
- Inforamção sobre os diversos tipos de gripe: www.bag.admin.ch/influenza/
- Informação sobre o que fazer/como reagir em caso de uma pandemia: www.pandemia.ch
- Centro Europeu de Prevenção e Contrôle de Doenças (ECDC): ecdc.europa.eu/en/
- Organização Mundial de Saúde (OMS):
www.who.int/fr/index.html e
www.who.int/csr/disease/swineflu/en/index.html

1 de Maio

Este ano calha numa Sexta-Feira :D mas infelizmente no cantão onde trabalho não é considerado como feriado. -_- Os feriados cantonais variam e em Aargau (cantão de maioria católica) não há 1 de Maio para ninguém *sniff*. No entanto, a minha empresa dá-nos a possibilidade de escolher entre trabalhar no 1 de Maio ou no 11 de Junho (feriado cantonal). Este ano dá-me muito mais jeito não trabarhar no 1. de Maio, heh :D

Para quem quiser ver a lista dos feriados por cantão/município Clicky. Pena que este ano a maioria deles calha em fins-de-semana. Bolas :D

segunda-feira, 27 de abril de 2009

A neve de Primavera


Hobbies: decorar potinhos :)


Gosto imenso de Sansevierias (ou linguas-da-sogra/espadas-de-são-jorge) porque são plantinhas que não precisam de grandes cuidados. Precisam de um pouco de luz e água de quando em quando e já está. Elas lá crescem todas contentes e bonitas :D São ainda plantas que se podem ter nos quartos-de-dormir, uma vez que de noite elas transformam o dióxido-de-carbono em oxigénio.

Estes dois potitos das imagens estavam um pouco feios .. potes transparentes em que foi utilizada terra, meh :) por isso, em vez de comprar outros potes, aproveitei por ver se os conseguia melhorar ... e eis o resultado obtido com um tubo de cola, dois mats de bambu e 8 floritas de papel prensado :) Ficou-me tudo por 22 chf/pote .. podia ter comprado potinhos novos por esse preço, mas por outro lado não tinha o "custom made by moi", heh :D

domingo, 26 de abril de 2009

FAQ: Permits para pessoas da EU

Actualmente, para trabalhar na Suíça, um cidadão da EU necessita de uma das seguintes permissões de residência:


. Autorização de Residência de Curto Prazo L: são emitidos para aqueles que têm contratos de trabalho por um período inferior a 12 meses e a pessoas não-activas, como por exemplo, os estudantes e os reformados.


. Autorização de Residência Permanente B: são emitidos para aqueles que têm contratos de trabalho por um período > 1 ano. As autorizações de Residência B têm a duração de 5 anos.


.Autorização de Residência Permanente C: são emitidos para aqueles que vivem na Suíça há mais de 5 anos. Esta autorização de residência pode ser renovada a cada 5 anos indefinidamente.


Perguntas/Respostas Frequentes:


P. Posso entrar no país sem um visto?
R. Sim

P. Posso mudar de emprego livremente?
R. Sim

P. Posso trabalhar por conta própria?
R. Sim.

P. A minha esposa/marido/filhos/outros dependentes estão autorizados a vir comigo?
R. Sim.

P. A minha esposa/marido pode também procurar trabalho na Suíça independentemente da sua nacionalidade?
R. Sim, desde que a união do casal seja oficial (casamento, parceria civil).

P. Posso mudar-me para a Suíça sem ter contrato de trabalho e procurar emprego depois de me mudar?
R. Sim. São-lhes concedidos até 6 meses para encontrarem um emprego.

terça-feira, 21 de abril de 2009

Weeeh ... tempos de monções

Não temos uma época de monções, mas quase que parece!! De Abril a Junho é costume estar sol e calor durante o dia. Mas chegando à noitinha lá estão as nuvens todas carregaditas de águinha que descarregam pelo meio de raios e coriscos ;)

Por isso, essencial nestes meses é o nosso velho amigo guarda-chuva :D ... ou boleia do "Ambrósio", kofffff ... marido, queria eu dizer ... hihih ;)

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Bolinho :D



Não tenho grande jeito para fazer doces. Os que faço ficam sempre muito/pouco cozidos/doces ... mas este bolinho de chocolate e laranja que fiz na Páscoa saíu montes de bom :D Estava leve, fofinho e muito gostoso :) E claro, estava tão bom que não demorou muito hihih :D

A receita é muito simples:


6 ovos,
200g de farinha,
200g de açúcar,
200g de manteiga,
sumo e rapas de uma laranja,
1 saqueta de fermento em pó,
1 cálice de Grand Marnier
200g de chocolate (eu usei o chocolate preto com laranja da Lindt. Era o único tipo que tinha por casa, por isso teve que servir :) )

. derrete-se o chocolate com a manteiga em banho-maria;
. bate-se o açúcar com as gemas de ovo até o creme estar esbranquiçado;
. junta-se a farinha, o fermento, as raspas e o sumo de laranja
. e no fim junta-se o creme de chocolate e manteiga e bate-se tudo muito bem.

Batem-se as claras em castelo e incorporam-se gentilmente na massa do bolo. E por fim, o bolito vai ao forno durante uns 40-45 mins a 180C.

Et voilà :D

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Frufus???? ;D

hehe :)



Alguém ainda se comporta como uma criança quando vê patinhos O:) Ainda me lembro da minha cara de espanto quando cá cheguei e vi patinhos por tudo quanto era lado. E patinhos que se aproximavam das pessoas com absolutamente medo nenhum. Desde então, sempro que tenho oportunidade vou "alarvar patinhos" e dou um salto aos lagos/rios aqui à volta. O que é um bom exercício para a minha forma de bombom suíço, kofff ;D

domingo, 12 de abril de 2009

Hoje :)


Boa Páscoa!!



... e mini-férias, sim porque por cá a Sexta-Feira Santa e a Segunda-Feira de Páscoa são feriados :) Felizmente o tempo está cada vez mais solarengo e já dá vontade de ir lá para fora. Consegui apanhar uma das minhas gatitas quando ela estava toda contente a investigar os narcisos. Tão fofa :D

quarta-feira, 1 de abril de 2009

O que cai das árvores?

Não, não é dinheiro. Nada como os suíços para descobrirem a árvore do esparguete :D Este é um velho clássico do 1 de Abril que na minha opinião nunca está fora de moda :)

segunda-feira, 23 de março de 2009

O Rei vai Nú !!


Naahhhh, é só a "nova moda" que por acaso foi também adoptada por alguns aficcionados dos passeios pelas montanhas e que me fez ficar um pouco pasma ... mas prontos, gostos não se discutem ...mas, como é que é possível eles não terem frio :O ?

Hmmm, será que é por isso e o povo suíço gosta tanto de ir deambular pelas montanhas na Primavera/Verão/Outono? Hehehh :D afinal há que ser prático, não há praia de mar, mas há prados de montanha ;)


Ahhhh, e andar em pelota pelas montanhas é permitido por enquanto (uma vez que a legislação suíça não o proíbe explicitamente), por isso quem quiser experimentar há que fazê-lo antes que a lei de proibição vá a voto ;)

domingo, 22 de março de 2009

A Estação dos pequenitos :)

Um dos prazeres de morar no campo é o de ir dar uma volta a pé e de dar de caras com os pequenitos que começam a nascer por esta altura. Esses e mais uns quantos falcões e águias a voar num céu azul e solarengo animam o dia de qualquer um. Não consegui pô-los a posar para uma foto, por isso aqui fica só o cordeirito :)

sábado, 21 de março de 2009

Um anito :)

Reparei que faz hoje um anito que criei o blog. Uma boa desculpa para papar bolinho, hehe :D

quinta-feira, 5 de março de 2009

O Chanél n.5 suíço

Alguns dos sinais de que finalmente a Primavera está a chegar:

. os pequenos lagos e riachos já não estão congelados e já têm patitos e galinholas a chafurdar de um lado para o outro todos contentes;

. *gasp* já não se vê o sol só muito de quando em quando pelo meio de um constante céu cizento;

. chove, em vez de nevar constantemente e as temperaturas já andam sempre acima dos 0 graus;

. os narcisos e tulipas começam a espreitar por todo o lado;

. mas o maior sinal de que a Primavera está à porta é o notar o cheiro que paira pelo ar assim que a neve pára de nos visitar. Os Agricultores suíços armazenam durante o Inverno toda (ou a maior parte) da bosta de vaca dos animais que têm a seu cuidado e assim que é certo que a neve não volta, metem mãos à obra e espalham-na pelos campos ... e durante alguns dias é um "perfume" que se sente em todo o lado :)

sábado, 28 de fevereiro de 2009

Älplermakronen ou Älplermagronen

"Marcarrão dos Agricultores Alpinos": é um prato tradicional suíço que consiste de macarrão, batatas, queijo, cebola, manteiga e natas.


Receita (para 4 pessoas)

  • 75 gramas de macarrão por pessoa
  • 1 batata grande por pessoa
  • 2 cebolas grandes
  • 2 colheres de sopa de manteiga/margarina
  • 2,5 dl de natas
  • 300 gramas queijo duro ralado (queijo "velho" e picante).
  • Puré de maçã para acompanhar
Corte as batatas em cubos pequenos e deite-as em água (com sal) a ferver por alguns minutos. Em seguida, adicione o macarrão. Deixe cozer até ambos estarem al dente. Corte as cebolas às rodelas e refogue-as com a manteiga. Num recipiente de ir ao forno, ponha as batatas e o macarrão em camadas alternadas com camadas de queijo ralado. Por fim, junte as cebolas e cubra tudo com as natas.
Vai ao forno até que o queijo derreta e que as natas se misturem com a massa e as batatas. Não se deve deixar gratinar. Servir quente e com o puré maçã.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Um pouco de história Suíça no feminino

1886 - Houve uma Petição pelo direito ao voto por parte das mulheres suíças em Zurique que ficou em "águas-de-bacalhau".

1893 - A Associação de Mulheres Trabalhadoras Suíças exige o direito ao voto, mas mais uma vez não tiveram resultado.

1904 - O Partido Social-Democrata da Suíça integra ma sua plataforma, o direito ao voto por parte das mulheres.

1909 - Várias associações regionais formam a Associação Suíça para o direito ao voto por parte das mulheres e que invoca todos os aspectos da igualdade de direitos para as mulheres.

1918 - Após a I Guerra Mundial, é feita uma greve geral na qual uma das principais reivindicações é o direito ao voto por parte das mulheres.

1919 - O Parlamento Suíço decide aceitar o direito ao voto das mulheres. No entanto, nada é feito até uns anos (largos) mais tarde.

1919-1921 - São feito vários referendos cantonais nos quais o direito ao voto por parte das mulheres é rejeitado. (cantões de Genebra, Neuchâtel, Basel, Zurique, Glarus e St. Gallen).

1920-1929 - Uma parte das mulheres suíças decide criar uma Associação Conservadora das Mulheres que defende a divisão do trabalho entre homens e mulheres. Segundo esta: "As mulheres devem tomar conta do lar".

1929 - É feita uma nova petição para o direito ao voto das mulheres por parte do Partido Social Democrata e de várias associações de trabalhadoras suíças que infelizmente não dá em nada.

1929-1939 - Com a crise económica mundial, as mulheres tornam-se na sua maioria "donas de casa".

1939-1945 - na Segunda Guerra Mundial, a maioria da população masculina é necessária no exército (durante vários meses/ano), o que deixa as mulheres no leme da economia suíça.

1951 - É feito um referendo relativo ao voto das mulheres para o governo federal que é rejeitado em todos os cantões.

1957 - o governo da Suíça teme um ataque comunista e prepara-se para a possibilidade de ataques aéreos. Bunkers pessoais e comunitários começam a aparecer como cogumelos. As mulheres têm então como serviço obrigatório o de serem "guardiãs anti-aérias". As associações de mulheres começaram novamente a protestar e a exigir o direito ao voto, o que leva o governo finalmente a dar-lhes ouvidos.

1959 - A maioria dos homens suíços vota novamente em desfavor do direito ao voto das mulheres num referendo nacional.

1971 - Finalmente, em fevereiro 1971, as mulheres adquirem o direito ao voto federal

1984 - É eleita a primeira mulher para o governo suíço.

2004 - É feito um Referendo sobre uma lei que visa introduzir uma licença de maternidade paga. Até 2004 as mulheres tinham direito a uma licença de maternidade (desde 1945) não remunerada. A remuneração da licença de maternidade ficava a cargo da consciência de cada patrão. Quem queria pagava e quem não queria não pagava e nada havia a fazer.


E hoje? Ainda existem disparidades salariais entre homens e mulheres. Para o mesmo tipo de trabalho e tendo as mesmas qualificações profissionais uma mulher é sempre contratado por um salário inferior. E ainda existe uma forte mentalidade conservadora numa boa parte de população feminina.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

O Sistema Escolar

Do Sistema Escolar suíço fazem parte:

- a Pré-Escola/Jardim de Infância (não obrigatório): normalmente frequentada a partir dos 4 aos 6 anos. A partir dos 4 anos a Pré-Escola é pública e as crianças frequentam o Jardim de Infância que se situa mais perto de casa. Para idades inferiores a 4 anos os pais das crianças têm de recorrer ou a jardins de infância privados, e/ou a amas, e/ou a playgroups. No entanto, existem alguns cantões que disponibilizam jardins de infância para bebés e crianças até aos 4 anos para famílias em que o rendimento familiar é baixo e se torna vital que os dois pais trabalhem ou para famílias de mães/pais solteiros.


- O Ensino Obrigatório: O Ensino Obrigatório engloba 9 anos de Escola Primária+Escola Secundária e é de graça. Aqui também, as crianças frequentam as escolas que se situam mais perto de casa. O Ano escolar começa sempre (dependendo dos cantões) entre meio de Agosto/meio de Setembro. As escolas organizam também periódicamente check-ups médicos aos alunos.


. A Escola Primária: As crianças frequentam a Escola Primária a partir dos 6 anos. Existe e é esperada uma grande participação por parte dos pais na vida escolar das crianças. Em alguns cantões as escolas têm programas de actividades extracurriculares fora de aulas para as crianças cujos pais trabalham nas horas em que elas não têm aulas.


. O Ensino Secundário: que dura 3 anos. Durante este período os alunos têm à disposição pessoas da Associação Suíça de orientação profissional para os ajudarem a decidir qual o rumo que querem seguir.

- Depois dos 9 anos de ensino obrigatório, os adolescentes passam para a segunda parte do Ensino Secundário. Este nível é dividido em dois ramos e tem uma duração de 2 a 4 anos.

. o de Educação Geral: para os estudantes das escolas de Matura (que mais tarde pretendem seguir um curso universitário).

. o de Educação Vocacional: para os estudantes que seguem uma via profissional.


Para mais informações/dúvidas:

http://www.educa.ch
http://www.aupair.ch
http://www.svb-asosp.ch
http://www.pro-juventute.ch/
http://www.schule-elternhaus.ch
http://www.profamilia.ch

--edit--04/03/2009

Em termos de gastos ... o ensino obrigatório é de graça e os alunos estudam com livros fornecidos pelas escolas. Os Jardins de Infância privados são normalmente bastante caros e rondam mensalidades de 1500 chf para além de filas-de-espera enormes. Os jardins de infância públicos são muito escassos e as filas de espera ainda são maiores. Quanto aos cursos Universitários, estes tb são pagos e na grande maioria das vezes são os próprios estudantes e não os pais que os pagam. Os miúdos aqui são educados de forma a serem bastante independentes e é comum arranjarem um emprego em part-time para poderem (ou poderem ajudar a) pagar os estudos.

Quanto a actividades extra-curriculares como por exemplo aulas de música/dança/artes marciais/etc. os preços variam e podem ir desdes os 30 chf/hora até aos 80 chf/hora.

As escolas tentam ensinar os miúdos um pouco de auto-suficiência. Existe ainda, uma vez por ano, o dia "da menina estudante". É o dia em que as meninas acompanham os pais até aos respectivos trabalhos para verem como é o seu dia-a-dia. Por uma questão de cultura, a sociedade suíça ainda hoje é muito conservadora e patriarcal no que diz respeito ao papel das mulheres. Uma grande parte das mulheres estudam e escolhem profissões mais "tipicas de mulheres" e se calham de casar e ter filhos optam na grande maioria dos casos por parar de exercer a profissão. Daí o dia da "menina estudante". Foi uma iniciativa do governo/escolas para incentivar as jovens estudantes a alargar o seu leque de opções. Veêm-se muito poucas mulheres em cursos superiores e destes ainda são mais raras as que frequentam cursos de áreas tecnológicas e/ou científicas.


Há ainda outra coisa que é prática comum por cá. Existem 3 tipos de escolas:

. As escolas para os alunos que são muito bons/acima da média e cujas notas estão sempre no nível máximo. Estas escolas aproveitam que os alunos são bons e puxam mais por eles. Ou seja, ensinam-lhes o programa oficial e todos os extras que conseguem.

. As escolas para os alunos mëdios. Ou seja, para aqueles que "vão passando a tudo" e que até não são maus alunos, mas que também não são excepcionais. A estes alunos é ensinado o todo programa oficial, mas sem extras.

. As escolas para os maus alunos que por uma razão ou por outra não conseguem ter notas suficientes para "ir passando a tudo". Há por exemplo quem não tenha interesse em estudar para além do ensino obrigatório. Por outro lado também há quem tenha extremos problemas de comportamento (sim, há alunos que são transferidos para estas escolas pq estão a prejudicar a(s) classe(s) onde préviamente se encontravam). Estas escolas ensinam também os programas oficiais, mas de uma foram bastante simplificados.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Pois é ... the grass is greener on the other side ... -_-

Há quem venha para cá e fique imediatamente deslumbrado com tudo. Acho que é um pouco inevitável quando se vem de uma cultura ou país pobre/corrupto/pouco desenvolvido/etc (como é o caso do meu). Tudo é sempre "tão melhor" ou mesmo "ideal" ou mesmo "paradisíaco" ... até que se começa a ver o outro lado da moeda.

Para quem pensa que por cá tudo são rosas, nada como uma vista de olhos a

Blick News

ou a Swissinfo News

Infelizmente, há de tudo em todo o lado. "tão melhor" sim; "ideal" e "paradisíaco" ... not really. -_-

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Os Portugueses e o Desemprego na Suíça

tirado do swissinfo:


O desemprego na Suíça aumentou de 2,7% para 3% em dezembro passado. É a taxa mais alta dos últimos dois anos, mas ainda uma das mais baixas da Europa.

Os trabalhadores estrangeiros são mais atingidos do que os suíços. Entre os imigrantes portugueses, a taxa de desemprego quase dobrou de 3,7% para 7% no último trimestre de 2008.

Em entrevista à swissinfo, a portuguesa Margarida Pereira, secretária sindical para a área de migração do Sindicato Unia, aponta os contratos temporários de trabalho e a falta de formação como principais causas do desemprego entre os imigrantes lusos e acusa a direita nacionalista de fazer uma campanha discriminatória contra trabalhadores estrangeiros.

swissinfo: Como se explica o aumento do desemprego entre os portugueses na Suíça?

Margarida Pereira: Este fenômeno não é novo. A questão é que, em tempo de prosperidade econômica, as estatísticas do desemprego nos meses de inverno não são analisadas ao pormenor por determinadas forças políticas e por alguns media.

Antes da entrada em vigor dos acordos bilaterais Suíça-União Europeia, o número de trabalhadores sazonais estrangeiros desempregados não constava nas estatísticas, pois estes eram obrigados a regressar ao país de origem até receberem contrato para a nova temporada de trabalho. Ao abrigo dos acordos bilaterais, hoje um trabalhador, depois de ter pago contribuições sociais durante 12 meses, poderá ter acesso ao subsídio de desemprego na Suíça. O que é nada mais do que justo.
Quais são as categorias mais atingidas?

Um elevado número de portugueses na Suíça continua a ter contratos de trabalho por tempo determinado – de 8 a 10 meses, de março a outubro ou novembro, por exemplo. O trabalho sazonal continua a existir em sectores como a construção, a jardinagem, a agricultura e a hotelaria.

Por outro lado, o número de trabalhadores temporários (construção, alguns ramo da indústria etc) também tem aumentado bastante nos últimos anos. A grande maioria dos temporários é estrangeira, entre eles muitos portugueses. Em tempo de crise, são trabalhadores com contratos de trabalho mais precários, como contratos a tempo parcial, por tempo determinado, por chamada etc., os primeiros a serem afectados pelo desemprego.

swissinfo: A falta de formação e integração dos imigrantes, apontada em relatórios oficiais, agrava o problema?

Margarida Pereira:O problema situa-se mais ao nível do desenvolvimento do mercado de trabalho e das novas formas de emprego. Os postos de trabalho tornam-se cada vez mais precários. Contratos temporários ou por chamada permitem despedimentos mais facilitados e não garantem a certeza de trabalho. Tanto em situação de prosperidade como em situação de crise são trabalhadores mais vulneráveis, muitos deles estrangeiros (incluindo portugueses), os afectados. As empresas deveriam também desenvolver modelos, de modo a evitar os despedimentos.

Também não posso deixar de referir que trabalhadores menos qualificados são dos primeiros a serem afectados pelo desemprego. E, infelizmente, os trabalhadores portugueses estão entre os menos qualificados. Mas aqui temos que chamar o patronato à responsabilidade que deve oferecer aos seus empregados todas as condições e criar oportunidades para que estes tenham oportunidade de fazer formação profissional.

Quanto à integração, os trabalhadores portugueses têm uma muito boa reputação no mercado de trabalho. Há empresas que preferem trabalhadores de nacionalidade portuguesa, por serem aplicados, responsáveis, de fácil trato e que muito bem se adaptam a novas realidades. A integração não pode ser só medida pelo grau de conhecimento da língua local.

swissinfo:Há desempregados voltando para Portugal ou eles preferem ficar aqui com o seguro desemprego?

Margarida Pereira:Alguns voltam, outros ficam. Como já mencionei, um trabalhador depois de ter efectuado descontos durante 12 meses poderá ter acesso ao subsídio de desemprego na Suíça. Já que se é aqui que trabalha e aqui que faz os seus descontos e paga os seus impostos, é aqui que também deve receber o apoio necessário antes de obter novo contrato de trabalho.


swissinfo:As estatísticas do desemprego dão razão à direita nacionalista suíça (UDC), que faz campanha contra a livre circulação de trabalhadores europeus no país, alegando que muitos deles ficam facilmente desempregados e sobrecarregam o sistema de previdência social?

Margarida Pereira:É óbvio que não. A campanha da UDC é uma campanha racista, discriminatória, e alarmista, que pretende provocar o medo nas pessoas e apresentar o estrangeiro como bode expiatório.

A livre circulação de pessoas e de trabalhadores só tem trazido vantagens à Suíça e aos suíços – grande desenvolvimento em muitos sectores, prosperidade econômica, investimento estrangeiro, criação de empregos, redução de desemprego entre os suíços. Em 2004, o número de desempregados de nacionalidade suíça era mais elevado que o de estrangeiros, ao contrário de hoje.

Há muitos setores econômicos na Suíça que não sobreviveriam sem mão-de-obra estrangeira. O volume de trabalho executado por estrangeiros em alguns setores comprova isso: na hotelaria e restauração – 53%, trabalho doméstico – 40%, construção – 37%, saúde – 27% e assim por diante.

swissinfo, Geraldo Hoffmann


quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Alfândega: Bebidas e Alimentos para consumo próprio

Alimentos e bebidas para consumo próprio no dia de viagem (alimentos prontos para comer e bebidas não alcoólicas), regra geral passam na Alfândega isentos de impostos e/ou taxas aduaneiras (uma vez por dia/pessoa).

Bebidas alcoólicas e tabaco também estão isentos de impostos/taxas se a sua quantidade não ultrapassar os:

(por pessoa e por dia)
. 2L para bebidas que tenham uma taxa de alcoól até 15%
. 1L para bebidas que tenham uma taxa de alcoól acima de 15%
. 200 cigarros ou 50 charutos ou 250 g de tabaco para mascar/cachimbo/rapé ou 200 peças de papel de cigarro

Cada pessoa pode transportar por dia alimentos/mecardorias para consumo/uso próprio num valo total de 300 chf. Se o valor total fôr superior a 300 chf então os impostos/taxas são aplicados a todas as mercadorias.


Alguns alimentos (de natureza mais sensível) para consumo próprio podem passar isentos de impostos/taxas na Alfândega, mas estão sujeitos a algumas restrições de quantidade. São elas:


- manteigas, margarinas, natas de leite: 1 L/kg (pagam 16chf por cada L/Kg em excesso)

- leite: 5L (pagam 3chf por cada L em excesso)

- ovos: 2.5 kg (pagam 3.7chf por cada L/Kg em excesso)

- vegetais provenientes da União Europeia: 20kg/tipo de vegetal (pagam 3.70chf por cada Kg em excesso)


- frutas, excepto citrinos: 20kg/tipo de fruta (pagam 3.50chf por cada Kg em excesso)


- carne fresca/congelada de vaca/vitela/porco/cordeiro/cabrito/cavalo proveniente da União Europeia: 0.5kg (pagam 20chf por cada Kg em excesso)

- carne salgada/seca/fumada de vaca/vitela/porco/cordeiro/cabrito/cavalo em conjunto com carne de aves (fersca/congelada/salgada/seca/fumada) e salsichas/enchidos e carne enlatada/comida enlatada e qualquer tipo de comida que inclua carne : 3.5kg (pagam 13chf por cada Kg em excesso)


- cereais e derivados: 20kg/tipo de cereal (pagam 1.5chf por cada Kg em excesso)


- batatas e derivados: 2.5kg (pagam 7.5chf por cada Kg em excesso)


- margarinas, óleos e outras gorduras:4 L/kg (pagam 2.1chf por cada Kg em excesso)


- sumos de fruta: maçã, pêra, uva: 3L (pagam 0.90chf por cada L em excesso)