Notícias

terça-feira, 8 de Abril de 2008

Preços e Custos de Vida: Salários

Este é o primeiro de alguns posts relacionados com o custo de vida na Suíça. Para tal, vamos começar pelos os salários e vamos utilizar o salário médio do país.

(consideremos uma taxa de conversão para euros de 0.6321)

1. Salário Médio Suíço (para um trabalho por conta de outrém):

Bruto anual: 70 000 CHF (44 267.4 Euros)

Bruto mensal: 5 833 CHF (3 689 Euros)



2. Bónus ou Décimo Terceiro Mês (valor bruto):
desde 3 500 CHF (2 212.35 Euros) até 7 000 CHF (4 424.7 Euros)

Pago em conjunto com o salário de Dezembro. O valor oscila em média dos 5% aos 10% do salário anual bruto e reflecte a avaliação anual do nosso trabalho. Atenção que o bónus não é obrigatório (cabe aos empregadores decidir se o querem pagar ou não, embora seja prática comum. Nos casos em que isso acontece, o direito ao bónus deve estar definido no contracto de emprego) e tal como o salário também está sujeito a descontos e impostos. O bónus não é considerado nos cálculos que se seguem.



3. Descontos, Impostos e Seguros:

3.1.Deduções para SEGUROS/IMPOSTOS OBRIGATóRIOS (para um trabalhor por conta de outrém):

3.1.1.Primeiro Pilar: contribuição total de 5.05 % -> 294.6 CHF/mês (186 Euros/mês)

Dentro do Primeiro Pilar existem três contribuições. São elas:

AVS - Desconto Federal para a pensão de velhice: 4.2 % -> 245 CHF/mês (155 Euros).

ADG - Desconto Federal para a pensão de sobrivência: 0.15 % -> 8.75 CHF (5.53 Euros)
(para o agregado familiar dependente do trabalhador, caso este faleça)

AI - Desconto Federal para pensão de invalidez: 0.7 % -> 40.8 CHF (25.8 Euros)


3.1.2. ALV - Desconto Federal para a pensão de Desemprego - 1% -> 58 CHF/mês (37 Euros/mês)


3.1.3. Segundo Pilar: >= 7% e <= 18 % -> desde 408 CHF/mês (258 euros/mês) até 1050 CHF/mês (664 Euros/mês)

BVG - Desconto para a Previdência profissional. É um seguro que abrange obrigatóriamente apenas as pessoas que trabalhem na Suíça e que possuem um rendimento anual mínimo de 19 350 chf. Este seguro é um seguro de risco contra morte ou invalidez e contribui ainda para a pensão de reforma do trabalhador. A contribuição está dependende da idade do trabalhador. Temos assim:

Idade: 25-34, Contribuição: 7% Valor (CHF): 408, Valor (Euros): 1050
Idade: 35-44, Contribuição: 10,0 % Valor (CHF): 583.3, Valor (Euros): 368.7
Idade: 45-54, Contribuição: 15,0 % Valor (CHF): 875, Valor (Euros): 553
Idade: 55-64, Contribuição: 18,0 % Valor (CHF): 1050, Valor (Euros): 664

3.1.4. Seguro Básico de Saúde (prémium standard): 300 CHF/mês (190 Euros/mês) para adultos e 0 para crianças.

Por lei, todas as pessoas que vivem na Suiça são obrigadas a ter um seguro de saúde e nenhuma companhia de seguros se pode recusar a aceitar o contracto de um seguro básico de saúde embora possam recusar contractos de seguros de saúde opcionais. Num ano e para o prémium standard estão cobertos pela seguradora os custos de consultas, exames, medicamentos e tratamentos hospitalares no cantão de residência do segurado após despesas de 1500 chf (948 Euros) pagos pelo mesmo. Em casos de urgência ou em casos em que os serviços de tratamento só estão disponíveis noutro cantão,os custos são "aceites" também pelo seguro. Os tratamentos e consultas dentárias não são cobertos pelo seguro básico de saúde.


3.1.5. Impostos Federais e do Cantão: oscilam entre um mínimo de 9% e um máximo de 21%. Consideremos a média de 15%.
Temos então: 875 CHF/mês (553 Euros/mês).

Estão dependentes do cantão onde se vive, do salário anual, se se é casado, se o conjugue também trabalha e se têm filhos ou pessoas dependentes.



3.1.6. Sumário das deduções obrigatórias: 33.2 %

Salário Bruto mensal : 5 833 CHF (3 689 Euros)

descontos 1. Pilar : -294.6
descontos 2. Pilar (25-34 anos) : -408
descontos de Desemprego : -58
seguro básico de Saúde (1 pessoa): -300
impostos federais e cantonais : -875

TOTAL : 3 897 CHF (2 463 Euros)


3.2.Deduções para SEGUROS/IMPOSTOS OPCIONAIS:


3.2.1. Terceiro Pilar - Desconto para a pensão de reforma que é feito opcionalmente por cada trabalhador.
Esta contribbuição é isenta de impostos e tem um limite de 6300 CHF/ano. É comum a utilização do bónus anual para o Terceiro Pilar.


3.2.2. Impostos Religiosos: oscilam entre 1% e 2% dependendo do cantão de residência.
Consideremos a média: 1.5 % -> 87.4 CHF/mês (55 Euros/mês)

Quando uma pessoa se regista no cantão de residência, é-lhe perguntado se tem ou não religião e se sim, qual é. Isto quer dizer que só as pessoas que estão registadas como tendo uma determinada religião é que pagam mensalmente os impostos religiosos. Na Suíça as Igrejas subsistem com os impostos religiosos uma vez que todas as esmolas que recolhem são encaminhadas para instituições de caridade. Uma pessoa que decidir não pagar os impostos religiosos não é considerado ateu, mas "sem confissão". É uma pessoa que um dia que queira celebrar por exemplo um casamento, 1. comunhão, crisma ou funeral numa Igreja vai ter que pagar. Um serviço que é de graça para quem paga o imposto.


3.2.3. Seguro Dentário:

Uma pessoa só pode fazer um seguro dentário após haver a confirmação por um especialista da área de que a nossa dentição está em bom estado. Ou seja, ou já temos um seguro dentário desde que nascemos ou então há que tratar dos dentes primeiro e só depois é que se pode fazer um seguro.

É comum um tratamento dentário "normal" custar no mínimo entre os 1 000 CHF (632.1 Euros) e os 2 000 CHF (1 264.2 Euros). E enquanto não se tiver um seguro, há que pagar a conta por inteiro ou então fazer os tratamentos dentários em Portugal quando se vai de férias.

3.2.4. Seguros Extra de Saúde:

Todas as companhias de seguros possuem seguros extra de saúde que incluem pacotes que vão desde a medicina alternativa até a pacotes que cobrem o internamento hospitalar em todo o mundo. Dependendo de quantos pacotes são escolhidos e quais, uma pessoa pode pagar entre 150 CHF/mês (95 Euros) a 250 CHF/mês (158 Euros) ou até mais.


Edit (8/04/2008)

Esqueci-me de acrescentar algumas coisas em relação aos impostos.

- Num casal, quando ambos trabalham, os impostos são pagos em relação ao valor da soma total dos dois salários anuais e não taxados cada um por si. O que quer dizer que a não ser que se tenham filhos, esta situação é a que mais impostos paga. Daí que muitos casais aqui só optem pelo casamento quando a família cresce.

- Quem possui imóveis paga também um imposto. E este corresponde ao valor de arrendamento anual do imóvel que é calculado em conjunto pelo município (gemeinde) e pelo cantão. Ou seja, imaginemos que temos (o caso comum) um apartamento cuja renda está avaliada em 1 500 CHF/mês (1 264 Euros/mês). O imposto anual que temos a pagar então é de 18 000 CHF (11 378 Euros).

- Também se pagam impostos relativos à fortuna (capital líquido) de que dispomos. O imposto é cerca de 0.75% (por cada 1000 CHF).

Deduções Nos Impostos

Em geral, todas as despesas relacionadas com:

o trabalho (custos de alimentação e transporte), saúde, educação (quer dos filhos ou própria. Cursos de linguas, formação profissional, música, etc. ), hipotecas (podemos deduzir nos impostos os juros que se pagam das hipotecas, até um máximo de 50 mil CHF, adicionado a algum eventual rendimento que se possa estar a tirar da casa (por exemplo, se esta estiver alugada a alguém) e obras de restauro/melhoramento de imóveis que sejam nossos.

87 comentários:

Anónimo disse...

UAUUUUUUUUU, minha boca abre-se de espanto com as coisas que tu sabes....
Parabéns!!!! Gostei de saber. Beijos
sogrinha.

aurora disse...

Fiz um pequeno update :)

Anónimo disse...

Parabéns, muito bem feito.
Assim quem ainda tiver dúvidas, facilmente percebe que a Suiça não é a a´rvore das patacas europeia.
continua...... Beijos
Tina

Jo@o disse...

"- Quem possui imóveis paga também um imposto. E este corresponde ao valor de arrendamento anual do imóvel que é calculado em conjunto pelo município (gemeinde) e pelo cantão. Ou seja, imaginemos que temos (o caso comum) um apartamento cuja renda está avaliada em 1 500 CHF/mês (1 264 Euros/mês). O imposto anual que temos a pagar então é de 18 000 CHF (11 378 Euros)."

Isto é para que por exemplo aluga uma casa? Ou para os propriatários?

Parabéns pelo Blog, já pus um link no meu :-)

sofia disse...

ola parabens pelo blog, consegui obter mais informações o k é por vezes complicado. N sei s me podes ajudar, eu e o meu namorado tamos a tentar ir para ai trabalhar e gostava de saber s existe algum site com ofertas de emprego ou s por ventura sabes de alguem k esteja a contratar pessoas, ou ate msm quem visite o teu blog.
Contacto: 916926268/sofia.m.s@hotmail.com

obg

aurora disse...

Bem, peço desculpa por só ter visto os comentários agora. Infelizmente este meu blog tem andado muito descurado.

Jo@o, o exemplo é para proprietários de casas ou outro qualquer tipo de imóveis. Quem arrenda casa não paga o imposto :) e muito obrigada pelo link :)

Sofia, os únicos sites que conheço de procura de emprego estão num outro meu post. Espero que ajude :)

Rituxa disse...

Muito obrigado e parabéns pelo Blog fantástico, sem dúvida que me está a ajudar muito na decisão de ir ou não morar para a Suiça. Um bom ordenado para se viver bem para um casal e uma bébé é de que valor? Temos uma proposta de ordenado apenas para o meu marido e estamos mesmo com dúvidas se é suficiente ou não para se viver em condições normais.
Se me puder ajudar nesta questão agradecia-lhe imenso e peço desculpa pelo abuso.
Mais uma vez parabéns pela excelente iniciativa em criar este Blog fantástico.

aurora disse...

Olá Rituxa,

Bem, vamos partir do princípio de que disposmos de um ordenado médio suíço (e não vamos incluir o bónus anual porque este não é standard e está dependente do contracto de cada um).

Baseando-nos no exemplo acima temos então:

. 3 897 chf liquidos/mês (só com os descontos do seu marido).

. aos quais temos de descontar mais 300 chf para o seguro de saúde da Rituxa. A criança é abrangida pelo seguro também mas não paga por enquanto. Temos então: 3 597 chf/mês depois dos descontos.

. a renda de um apartamento/casa para uma família com uma criança (T2 ou T3 dependendo da localização) custa à vontade uns 1500 chf/mês . Temos então: 2097 chf/mês.

. depois há que ter em conta os custos de transporte que o seu marido vai ter quando fôr trabalhar. Independentemente de utilizar um carro ou um transporte público e imaginando de que vão viver no máximo num raio de 30 mins do local de trabalho ... muito por alto eu diria que gastam no máximo uns 300chf/mês. Temos então : 1797 chf/mês.

. O caso comum de uma pessoa que trabalhar fora é ter de no mínimo almoçar fora de casa. Imaginemos uma média de 20 chf por refeição. São mais uns 400 chf/mês. Temos então: 1397 chf/mês.

. e talvez à roda de mais uns 800 chf/mês para as compras de casa: comidas, bebidas, produtos de limpeza, etc. Temos então: 597 chf/mês.

. Estes 597 chf/mês sobram para comprar roupa/calçado/hobbies/etc.
Há que ter em conta ainda de que todas as consultas e tratamentos médicos têm de ser pagos por vocês até que estes atinjam um máximo de 1500 chf. E já agora é sempre aconselhável fazer um seguro dentário para a criança.


Conclusão: uma família com um filho e em que só o pai/mãe trabalha consegue viver com o ordenado médio suíço. Mas é uma vida sem grandes luxos e na qual há que apertar um pouco o cinto. Dificilmente se consegue pôr algum dinheiro de lado. É claro que se conseguem cortar alguns gastos aqui e ali, mas é ideia geral que tenho é esta.

Quanto a valores exactos ... eu diria que um ordenado abaixo do ordenado médio, os tais 70 000 chf/ano (brutos) é muito baixo e não é um ordenado que consiga sustentar uma família com uma criança "em condições normais". Eu diria que a partir dos 80 000 chf/ano (brutos) conseguem viver sem que haja necessidade de fazer sacrifícios.

Mas lá está ... isto tudo é sempre um pouco relativo. O que um considera "viver sem sacrifícios" ou "viver bem" ou "viver em condições normais" nem sempre é o que o outro considera também. De qualquer forma espero que a tenha ajudado um pouco.

Boa sorte :)

btw. desculpe algum eventual erro de cálculo nas contas acima mas já é tarde e eu estou bastante cansada.

Rituxa disse...

Agradeço-lhe imenso a sua ajuda, foi sem dúvida muito esclarecedora. Temos mesmo de ponderar todos os “prós e contras” com uma criança pequena o risco tem de ser muito menor e tudo conta.

Em relação à saúde, desculpe a minha pergunta mas apesar de pagar-mos 250/300 CHF mês para o seguro de saúde de cada adulto ainda pagamos as consultas? São muito caras?

Muito obrigado pela sua ajuda

aurora disse...

O seguro básico mais comum garante o pagamento de consultas e medicamentos por parte da seguradora acima de 1500 chf/ano. Ou seja, até 1500 chf/ano pagamos nós e a partir desse valor paga a seguradora. Quanto à forma de pagamento depende um pouco de cada seguradora. Tanto podemos ter de pagar tudo nós e depois mandar os recibos das consultas/receitas para a seguradora (que nos reembolsa no fim do ano caso tenhamos feito despesas superiores a 1500 chf) ou então os médicos/hospitais/farmácias mandam a conta directamente para a seguradora que paga tudo e nos manda a conta no fim do ano.


As consultas de clínica geral rondam os 80 a 100 chf/h. As consultas de especialidades são mais caras e o preço depende um pouco da especialidade, mas em média rondam os 180 a 200 chf/h.

Rituxa disse...

Mais uma vez muito obrigado pela sua ajuda. Parece-me que a saúde é muito cara, será que estou a ver mal? Também pensando em euros a coisa complica-se ainda mais :o(

aurora disse...

Todo o tipo de prestação de serviços é caro e aqui não existe o mesmo conceito que existe em Portugal em termos de Serviço de Saúde. Aqui é tudo privado e toda a gente é obrigada a ter o seguro básico de saúde. Sim, quem não tem seguro (ao fim de X tempo) está sem margem de dúvida ilegal no país ... sem visto de residência e/ou trabalho.

Quanto à saúde ser cara ... bem depende ... partamos do princípio de que a Rituxa ou a sua famíla não vão sofrer de maleitas graves que impliquem operações/tratamento caros e prolongados. Isto quer dizer o quê? Que mesmo que acabe por gastar os tais 1500 chf num ano, vai ser ao longo do ano e não de uma vez só. Os preços que lhe dei são à hora e a meu ver, é raro uma consulta de "rotina" demorar tanto tempo. Só se paga o tempo que a consulta durou.

Já agora, quando vai ao médico cá não precisa de pagar a consulta na hora. Na maioria dos consultórios/clínicas/hospitais a prática comum é mandar a conta para casa passado +- um mês da consulta. Existem clínicas que costumam estar abertas todos os dias da semana nas quais tem de pagar logo. Mas lá nem sequer precis; de marcar consulta, só tem de lá aparecer.


E não desanime. :) Se tiver mais perguntas, diga.

Rituxa disse...

Aurora a sua ajuda tem sido preciosa, nós estamos de partida para aí, vamos ver as condições do contrato de perto, pediram-nos mesmo para ir aí, já agora é em Locarno a zona em questão, conhece?
Há tanto em que pensar ... e indo para aí não queríamos desfazer-nos da nossa casinha :( pode correr mal e não teríamos para onde voltar.

aurora disse...

Não conheço a cidade em si, mas Locarno faz parte do cantão de Ticino que é uma zona particularmente bonita e das mais visitadas do país. Heheh ... e com um clima um pouco mais ameno do que o que nós temos mais para norte ;)

Quanto a cá virem fazem bem. No mínimo dos mínimos sempre aprendem mais alguma coisa não é? :)

Quanto ao resto ... esperem pela entrevista, vejam as condições que lhes oferecem e depois há que pensar e decidir. Os contractos por cá costumam ser do género: trabalha-se 3 meses à experiência. Ao fim destes 3 messes ambas as partes decidem se querem continuar ou não com o contracto. Uma ideia, por exemplo: o seu marido poderia vir para cá sozinho trabalhar os tais 3 meses. Ao fim desse período já saberá com certeza se vale a pena ficar. Mas isso é decisão vossa como é óbvio :)

Só me resta desejar-lhes boa viagem e boa sorte. :D

Rituxa disse...

Estou de regresso :o)Locarno é lindíssimo realmente.A viagem foi mt boa mas pouco esclarecedora, continuamos na indecisão de ir ou ficar e eles não subiram mais a parada :o( andamos de novo nas contas de cabeça, é mesmo mt difícil esta decisão.Levámos tudo o que aqui fala, e desde já agradeço mais uma vez a preciosa ajuda, o que nos foi muito útil.

sandra&rui disse...

BOA TARDE.COMO E SE É DIFICIL ENCONTRAR EMPREGO NA SUIÇA? OBRIGADO.SANDRA&RUI

Anónimo disse...

Boa noite,
Parabéns, o seu blog é super esclarecedor.
O meu emprego em Portugal está em risco de acabar em breve e estava a considerar fortemente a opção de emigrar, em princípio para a Suiça.

Trabalho em Informática e estava a considerar a hipótese de mudar de país e de área (estou enjoada de computadores :)

Podia dar-me algumas luzes, de acordo com a sua percepção?

Outra coisa, talvez me possa esclarecer, no site do Banco de Portugal, para o dia 24/12/2008
1,5043chf =1€
por outro lado nos seus exemplos usou 0,6xx =1€
Assim é, ou estou a ver mal o filme?

(Nota: não tenho TV e não ando a par de algumas coisas... :)

Obrigado desde já.
Os meus cumprimentos,
Claudia Trindade
ctrindade@yahoo.com

aurora disse...

Claudia,

O exemplo considera que
1 chf = 0,6xxx €


Quanto a empregos por cá há que ter em conta que a Suíça também está a passar por um mau período económico. Felizmente, a maioria das empresas não considera o despedimento de pessoal como primeira opção, mas sim como última, e no entanto, embora que esporádicamente, isto tem acontecido -_- Isto quer dizer que a não ser que seja em áreas aonde existe mesmo muita falta de mão-de-obra, toda a gente está a ser muito "conservadora" no que diz respeito a contratar mais pessoas por enquanto.

Quanto a exemplos de áreas que haja falta de mão-de-obra eu diria como exemplo:

. hotelaria: principalmente nesta altura em que é a época alta para muitas instâncias de ski. Há falta de mão-de-obra sasonal.


. enfermagem: há falta de enfermeiros um pouco por todo o país.


Quanto à informática, a meu ver já lá vai o tempo em que havia muita falta de pessoas especializadas nesta área. Hoje em dia a procura baixou e as universidades suíças estão a formar cada vez mais gente.

Hoje em dia também se pode estabelecer por conta própria, criando a sua própria empresa/etc. Mas para isso é preciso capital e não é pouco.

Quanto a outras áreas ... bem, é uma questão de procurar. Procure nas páginas de agências de emprego que tenho listadas neste blog por exemplo. Mas uma coisa que eu não aconselho a ninguém é a virem para cá sem terem um contracto de emprego. Eu estive a ler um pouco noutros blogs sobre pessoas que se mudaram para outros países e só depois de lá estarem é que começaram à procura de emprego. Fazer isso neste país é muito má ideia (claro, que é só para quem tem que contar os tostões). O custo de vida é bastante alto e depois, há um sem número de dores-de-cabeça quu são evitáveis se já se chegar cá com um contrato na mão.

teresa disse...

Site fantástico! aprendi mais aqui do que em "milhares" de paginas e links onde andei. Simples, directo e clarificador. Obrigada pela ajuda a todos aqueles como eu andam na senda e na duvida de partir.
Já agora... eu tenho dois filhos pequenos.. e sou divorciada, por isso esta partida é ainda mais "minuciosa", sabe-me por acaso dizer o que é o horário de trabalho "dito" normal nas empresas e já agora nas escolas? Obg
Teresa

teresa disse...

Mais uma duvida... é uma coisa que não aparece nas suas contas... agua, luz, gás e electricidade , net,televisão, enfim as despesas fixas dos alugeres como é que são?? que valores é que isto pode atingir? Obrigada mais uma vez
Teresa

Carla Tuga disse...

Olá, tenho sido uma leitora assidua do teu blog, pois estou em vistas de ir para geneve, desde já dou-te os parabêns pois o blog está muito bem "arranjado". gostava de saber + ou - o que se pode passar na fronteira suiça, sei que têm regras tipo X de kgs de carne e outras coisas... podes-me ajudar? Bjo

aurora disse...

Teresa, as despesas com água, luz, gás e electricidade, televisão, etc. são na maioria das vezes incluídas na renda. Na parte alemã são chamados nebenkosten. O que está incluído ao certo nos nebenkosten depende de caso para caso. Há sempre que perguntar quando se arrenda um apartamento/casa. A televisão é toda por cabo (não existem antenas encarrepitadas nos telhados por cá). Quanto a net, há pacotes para todos os gostos e feitios. Os preços mais baixos rondam os 30 chf/mês.

Por exemplo, eu costumava arrendar um apartamento no qual a água, o aquecimento, a taxa de televisão/rádio estavam incluídos na renda. Ao todo, eram à volta de 200chf/mês. A luz e a net estavam por minha conta. A luz era paga todos os 4 meses (isto tb pode variar de cantão para cantão) e salvo erro pagava à volta de 150 chf/mês.

O horário de trabalho "dito" normal nas empresas?

O mais comum:
8h30m/9h - 17h30m/18h.

O horário das escolas é diferente de cantão para cantão e de escola para escola. Mas, de uma maneira geral as crianças que andam na escola primária costumam de manhã começar as aulas às 8h/8h30m e vão almoçar a casa. Eu tenho andado a fazer um post sobre o ensino suíço, mas ainda não está acabado. :)

Carla Tuga disse...

Olá , tou prestes a ir para geneve sabes me dizer + ou - o salario normal de uma pessoa que trabalhe numa empresa empresa de plásticos ou nos moldes, + ou - claro só para eu ter uma ideia, muito obrigado, vou para chatelaine , vernier. Xau. Bj

Teresa disse...

Obrigada pele ajuda, fico então à espera do post sobre o ensino!
Bom ano de 2009
Teresa

pedro c disse...

Olá
estou em Portugal, e tenho interesse em imigrar, pois isto cá anda por baixo, tenho uma pequena pergunta que gostaria de pôr-te se não for incomodo.
1-Em relação aos ordenados, começando por baixo (minímo), é de quanto?
2-No meu caso tenho 2 filhos e penso ir primeiro e só depois eles e minha esposa, avaliar situação, claro está com contrato assinado.Quais os apoios se os tiver para os putos, escola,saude etc.
3-Depois de impostos e afins pagos qual a razão de dinheiro que fica em casa, dá para poupar, claro está 2 trabalhar.
4-Integração é muito dificil, eu falo francês e percebo um pouco o alemão e falo ingles, minha esposa nada, pergunto? se o Suiço olha de lado para nós se nos enganar-mos e começa a armar o burro, tipo oh mais uns.
Penso que seja tudo se poderes responder agradeço-te, do fundo...

aurora disse...

Pedro,

1-Em relação aos ordenados, começando por baixo (minímo), é de quanto?

O ordenado mínimo costuma rondar os 3000 chf brutos. Atenção que por lei não existe um valor mínimo de salário estabelecido ... há quem ganhe menos.


2-No meu caso tenho 2 filhos e penso ir primeiro e só depois eles e minha esposa, avaliar situação, claro está com contrato assinado. Quais os apoios se os tiver para os putos, escola, saude etc.

Quanto a saúde, dependendo da idade das crianças vai ter de pagar ou não o seguro básico de saúde para cada um. Em relação à escola, elas são incluídas numa classe equivalente à que estão a frequentar em Portugal ou então numa classe de adaptação. Dependendo dos cantões, são-lhes dadas também (de graça) aulas adicionais para aprenderem mais rápidamente a lingua local. A melhor maneira de tirar todas as dúvidas é contactar o serviço de assistência social do cantão para onde pretende ir viver.

3-Depois de impostos e afins pagos qual a razão de dinheiro que fica em casa, dá para poupar, claro está 2 trabalhar.

Depende. Se os dois ganharem um salário médio, eu diria que conseguem poupar sem grandes problemas. Agora, com dois salários mínimos, não sei. Digamos que depois de descontos, cada salário fica à volta de 2250 chf limpos/mês. Isso dá uns 4500 chf/mês o que a meu ver não é muito principalmente se vocês os dois tiverem que trabalhar a tempo inteiro e as crianças tiverem que ficar com uma ama/instituição privada enquanto estão a trabalhar. Há cantões que disponibilizam ajuda (e serviços de ocupação de tempos livres para crianças) a famílias em que ambos os pais precisam de trabalhar, mas não são todos.
Mas lá está, depende muito. Eu acho que com dois salários mínimos e duas crianças não existe muita folga para poupar, mas não sei ... depende muito do tipo de vida que vocês estão dispostos a fazer.

4-Integração é muito dificil, eu falo francês e percebo um pouco o alemão e falo ingles, minha esposa nada, pergunto? se o Suiço olha de lado para nós se nos enganar-mos e começa a armar o burro, tipo oh mais uns.

hehe :) Aqui há gente de todos os feitios como em todo o lado por isso é bem provável que venha a encontrar alguém que reaja assim. A experiência que tenho é que as pessoas ficam contentes por tentarmos falar e aprender a lingua e costumes locais ... mesmo quando damos/dizemos erros de meia-noite ;) aliás, as pessoas olham de lado para os emigrantes quando veêm que estes não têm interesse em tentar integrar-se na comunidade local e não quando veêm que estes estão pelo menos a fazer um esforço. É claro que há sempre quem vire a cara ao emigrante (seja de que origem fôr) por defeito ... mas fazer o quê? Se um vira a cara, há-de haver outro que não vira :) ... e isto pode acontecer a qualquer emigrante independentemente de se ter educação superior ou não. E sim, já me aconteceu a mim.

Posso-lhe dar um exemplo. Nós temos uma senhora que nos ajuda com as limpezas da casa. O marido trabalha numa fábrica a tempo inteiro e está a ganhar o ordenado médio. A senhora é governanta a tempo inteiro e ganha o ordenado mínimo. Por fora, faz umas limpezas (não só para nós e a 25 chf/hora). Eles têm uma criança (que, fora de aulas, fica com a mãe na casa onde esta é governanta), todos os meses mandam 2000 chf para pagar uma casa que têm em Portugal e conseguem poupar algum dinheiro. Mas lá está, a vida que eles têm é uma vida simples, muito poupada, de muito trabalho e sem grandes luxos.

pedro c disse...

Aurora
Agradeço explicação, pois penso que com um bocado esforço consegue-se arrancar mais qualquer coisa, a nivel ordenado,agora uma questão com esta crise que se vive actualmente cá e no mundo, pergunto se ai se sente tanto como aqui em portugal, pois ultimamente, acho este pais improprio para consumo, senão veja-se fui a uma entrevista emprego como electricista com carteira e ofereceram-me 450 €, pergunto se ai com ordenados como este se vive ou se morre, outra pergunta é comum ver que existe muita gente que trabalha ai e paga cá uma casa, certo, então com um ordenado médio e um minimo dá para viver lógico sem grandes luxos ai na suiça, e já agora para completar o orçamento familiar dá para fazer biscates dentro da função, desculpa ser chato mas estou a tentar decidir-me e ser objectivo, obrigado.

aurora disse...

O custo de vida cá é muito mais alto do que em Portugal; a meu ver não vale muito a pena comparar os dois países nesse aspecto.

"então com um ordenado médio e um minimo dá para viver lógico sem grandes luxos ai na suiça"

sim. com dois mínimos também, só que conseguir pôr algum de lado é que talvez seja mais difícil.

"pergunto se ai se sente tanto como aqui em portugal"

aqui também se sente, no entanto, a economia suíça é mais saudável que a portuguesa por isso por enquanto os efeitos não têm sido tão graves.

"para completar o orçamento familiar dá para fazer biscates dentro da função"

acho que sim. Mas é melhor informar-se no município do cantão para onde pretende ir viver.

Pedro Martins disse...

Olá o meu nome é Pedro Martins e desde já lhe dou os parabéns pelo excelente forúm que aqui tem...
Eu recebi uma proposta de trabalho para a Suiça ( Montreux, cantão Vaud ).
A proposta é para mim e para a minha namorada no Astra Hotel **** foi nos dito que o ordenado rondaria os 4000 chf com alojamento e comida, será isto verdade? Pediram nos a copia dos BI's para nos enviarem o contrato para Portugal. Sabe me dizer se há muitos portugueses nesta zona? Nesta zona é dificil arranjar casa?
Devo aceitar o trabalho caso me dêem permisso de trabalho L?
Há limite de carga horária na Suiça? Porque em hotelaria semanalmente devem se fazer umas 60 horas.

Desde já lhe agradeço se possivel algum comentário...e desculpe tanta pergunta

Os melhores cumprimentos

Pedro Martins

Pedro Martins disse...

Boas Aurora, sou o Pedro Martins, esqueci me de lhe lhe dizer que o comentário que a cima deixei é direccionado a si, visto ter deixado as perguntas e não as ter direccionado a ninguém, peço desculpa. Estava aqui a pensar, é possivel ter serviços ZONTVCABO ou MEO na Suiça?

Os melhores cumprimentos

Pedro Martins

aurora disse...

Olá Pedro,

"Sabe me dizer se há muitos portugueses nesta zona? Nesta zona é dificil arranjar casa?"

Não sei. Quanto a casas/apartamentos, dê uma vista de olhos aos sites de imobiliárias. Por exemplo:

http://www.homegate.ch/
http://www.remax.ch/
http://www.immo24.ch/
http://www.wohnung24.ch/
http://site.immostreet.ch/

"Devo aceitar o trabalho caso me dêem permisso de trabalho L?"

Vocês só podem trabalhar cá se tiverem um Permit de Trabalho. O L é um Permit de residência/trabalho de curta duração (no máximo até 18 meses).

"Há limite de carga horária na Suiça? Porque em hotelaria semanalmente devem se fazer umas 60 horas."

Salvo erro, aqui o "normal" tb é trabalhar as 40h semanais. Mas tudo depende da profissão e do que está estipulado no contracto de cada um, por isso não sei. As horas semanais são normalmente especificadas no contractos. É uma questão de ler o seu/perguntar ao hotel.

" é possivel ter serviços ZONTVCABO ou MEO na Suiça? "

Dê uma vista de olhos a:

http://www.service-plus.ch/tvcabo/tvcabo.htm

Eu não vejo televisão por isso não lhe sei dizer se existem outros provedores de serviços tv-cabo ou não. Encontrei este site com uma pesquisa rápida no google ;) Deve-lhe dar uma ideia dos custos.

Pedro Martins disse...

Agradeço lhe imenso a sua resposta.
Tenho andado a pesquisar antes de ir para a Suiça e este é fantástico sem dúvida.

Obrigado

os melhores cumprimentos

Pedro Martins

Pedro Martins disse...

Boa tarde,

Gostava de lhe colocar uma questão.
Com a aprovação do referendo aí na Suiça vão deixar de existir os permissos de trabalho?
Basta ir com contrato e BI e já está? Sendo eu europeu claro...

Os melhores cumprimentos

Pedro Martins

aurora disse...

Pedro,

Neste último referendo os suíços votaram a livre circulação (e emprego) de cidadãos da Roménia e da Bulgária; os únicos dois países da União Europeia que ainda não usufruiam desse direito neste país. Desde 2004 (salvo erro) que todos os outros países usufruem desse direito; ou seja, o Pedro ou qq outra pessoa da CEE pode hoje em dia trabalhar onde quiser neste país; pode comprar imóveis e pode criar um negócio por conta própria como qualquer cidadão suíço. Ou seja, não tem nenhum tipo de restrição (como já houve).
Antes de haverem acordos bilaterais, uma pessoa que não tivesse pelo menos 5 anos de residência (e trabalho) não podia exercer a profissão por conta própria; tinha de morar no cantão aonde trabalhava; não podia comprar imóveis; só se tinha direito a subsídio de desemprego ao fim de dois anos de trabalho e as empresas tinham que justificar aos cantões todos os anos o facto de terem X pessoas estrangeiras a trabalharem para elas (ou seja, tinham que justificar que não tinham encontrado X suiços com as qualificações necessárias).

Os Permits, não são de trabalho, mas de residência. E esses toda a gente tem de ter. Considere-os como o Bilhete de identidade suíço para estrangeiros. Para morar cá há que ter cá emprego ou comprovar que tem recursos suficientes para se auto-sustentar.

Pedro Martins disse...

Boa tarde,

Muito obrigado pelo exclarecimento.
Não tinha ideia de que o referendo era direccionado para esses 2 países.

Obrigado

Pedro Martins

gh disse...

muito bom este blog
Eu tenho uma duvida. Eu e aminha namorada estamos a pensar ir para a suiça ela tem o curso de assistente social e eu tenho um trabalho pelo qual devo ganhar 4000cfh.Será que é facil arranjar trabalho para ela e qual o salario minimo de 1pessoa licenciada? Sera que os 2 a trabalahar da para juntar algum dinheiro.
Fico a espera de ajuda
obrigado

aurora disse...

Caro gh, se a sua namorada quiser trabalhar como assistente social precisa de ser fluente pelo menos numa das linguas locais. Não sei até que ponto não terá ainda que saber falar suiço-alemão. Os ordenados mínimos dependem da profissão e eu não faço ideia de quanto ganham os assistentes sociais. Quanto a se dá para poupar leia os posts anteriores. Mais uma vez, o poupar ou não está dependente do tipo de vida que uma pessoa está disposta a ter.

daniela 20 disse...

desde ja os meus parabens aurora pelo seu blog, esta 5 ***** muito informativo.
neste momento eu encontro me na suiça no cantao de Aargau e colegas meus ja tentaram arranjar trabalho para mim, mas visto eu ainda nao ter nenhum permisso, nao foi possivel as entidades patronais me arranjarem um contrato de trabalho, gostaria que me explicasse o porque?
neste momento estou a frequentar um curso de alemao e ja me fui inscrever à gemeind.
vivo com o meu namorado e ja estou cansada de "estar em casa".
agradecia a sua resposta.
obrigado
um abraço

daniela 20 disse...

desde ja os meu parabens pelo seu blog aurora.
neste momento encontro-me na suiça, no cantao de Argau.
estou a viver com o meu namorado. tambem ja me increvi na gemeind e estou a frequentar um curso de alemao para me integrar melhor.
a minha questao é a seguinte:
colegas meus ja falaram com algumas empresas no ramo da hotelaria, mas nenhuma me fez um contrato visto eu ainda nao ter nenhum permit. gostaria de saber o porque de nao me conseguirem fazer um contrato?
gostaria se possivel que me esclaresse esta duvida.
obrigada, com os melhores cumprimentos

aurora disse...

Bom dia Daniela,

Infelizmente não tenho muito tempo livre e não venho espreitar o blog tão assiduamente quanto deveria, por isso as respostas são mesmo muito lentas. Bem, muitas vezes as entidades patronais ajudam a tratar de tudo e sim, é verdade que não a podem contratar sem que a Daniela tenha um Permit de Residência. Mas se já se inscreveu na geminda, eles devem dar-lhe um em breve. Quando muito, passe por lá e pergunte :) Eu vou ver se arranjo algum tempo para fazer uma pequena FAQ relativa a este assunto. :)

Marco disse...

Boa noite, sou novo aqui no blog mas deixe-me desde já dar-lhes os parabéns pelo trabalho que está a desenvolver.
Dito isto, e visto que tenho em mente emigrar para a suiça, gostava de saber se as possibilidades de arranjar um emprego na área dos têxteis, nomeadamente na área de laboratório, são muitas ou poucas. Pelas informações que já recolhi para esse tipo de trabalho, a zona alemã é a mais favorável e sendo assim teria que me dedicar a aprender alemão, mas será que o esforço não será inglório? Qual a remuneração há para esse trabalho?
Gostava, se for possível, que me desse algumas dicas para as minhas dúvidas.
Obrigado

aurora disse...

Marco, infelizmente não lhe sei responder. Dê uma olhada aos sites de emprego listados.

Bruno disse...

Parabéns!! De longe esta é até agora a fonte de informação mais completa que já vi sobre cálculos de custo de vida na Suíça.
Enfim, recebi uma proposta para trabalhar em Liechtenstein, porém, todos os trabalhadores desta empresa moram fora de Liechtenstein, ou vivem na Áustria ou, então, na Suíça. Neste caso, se nós resolvêssemos morar na Suíça, enquanto eu trabalhasse no Liechtenstein, você saberia dizer se, além do seguro de saúde obrigatório, eu e minha esposa (ela não irá trabalhar por enquanto pois temos um bebê com somente 1 ano de idade) teríamos de pagar algum outro imposto/taxa? Já que eu acredito que os impostos sobre a renda deverão ser recolhidos pelo próprio governo de Liechtenstein.

aurora disse...

Bruno, salvo erro mesmo que não trabalhe cá tem de pagar os impostos Federais e Cantonais. Mas como sempre, a melhor mameira de saber ao certo é perguntar à empresa :)

Tasqueiro Emigrante disse...

Olá aurora e parabéns porque este blog elucida muita gente sobre o que se passa e como é a vida nesse lindo País...
Eu tenho estado a ver aqui este tópico porque existe uma pessoa que vai esta semana para aí emigrar para o lado do marido e disse que me ia tentar arranjar trablho por aí...
Depois de ver estes custos de vida tenho uma pergunta:
-Tenho 22 anos e fiz as contas pelo que tens aqui e o total de impostos são 1935.6CHF
Desta maneira tendo um salário de cerca de 3000CHF pode-se dizer que apenas dá para sobreviver e não juntar nada certo?
Gostava de saber a tua opinião sobre isto e sei que não me vais dizer quanto ganhas mas certamente deve ser bem mais que 3000CHF.Gostava de saber a tua opinião sobre estas contas pois com 700€ por mês só dá para sobreviver por aí não é?

joao carlos disse...

muito em breve vou ter emprego em geneve,mas estou dividido porque vao aparecer os dois ao mesmo tempo.um como maquinista de giratoria e outro de condutor de auto bus passageiros.a questao e qual sera o melhor,quem pagara melhor?tendo eu uma filha com problemas motores nao sera melhor o auto bus? tambem pagam bem aqui como maquinista realmente.obrigado

aurora disse...

@Tasqueiro Imigrante

"tendo um salário de cerca de 3000CHF pode-se dizer que apenas dá para sobreviver e não juntar nada certo?"

Sim.

@joao carlos

Veja quais são as condições que ambos lhe oferecem em termos de horários, horas extra, férias, serviços de saúde (se os tiverem),eventuais descontos quando utiliza um ou outro para se deslocar ... e claro, o ordenado.
E boa sorte :)

Tasqueiro Emigrante disse...

Desta maneira temos cerca de 1900CHF de descontos que são cerca de 1200 euros.
Assim, e considerando imaginemos um salário minimo de 3000CHF(cerca de 2000€) ficasse com 800€ para a casa ainda mais os transportes e a comida e vestir...
Pensando assim em vez de se ganhar sobrevive-se.

Aurora é verdade que se pode negociar com o patrão um salário justo?E estes impostos são tão elevados como aqui estão?Tenho conhecimentos de pessoas que lá estão que não pagam assim tanto?
PS:Não estou a dizer que estás a mentir aqui no blog apenas estou a citar fontes que tenho.

aurora disse...

@Tasqueiro Emigrante

"E estes impostos são tão elevados como aqui estão?Tenho conhecimentos de pessoas que lá estão que não pagam assim tanto?PS:Não estou a dizer que estás a mentir aqui no blog apenas estou a citar fontes que tenho."

O exemplo que está neste post foi feito para uma pessoa que vive sozinha e que não tem encargos/pessoas dependentes. E além disso utilizei uma média de 15% para o valor dos impostos cantonais, uma vez que estes oscilam de cantão para cantão. Note-se que 15% já é um valor elevado. Normalmente, o "grosso" da população vive em áreas em que os impostos cantonais chegam a um máximo de 11% ou 12%.

As pessoas têm que se lembrar que o que leêm são exemplos que foram feitos para que fiquem com uma ideia geral do que eventualmente podem vir a descontar e não o valor exacto do que vão descontar, uma vez que cada caso é um caso.

Nào tenho tempo, e francamente nem vontade, de analisar todos os casos que me aparecem à frente, daí que um exemplo mais genérico/padrão foi a melhor opção que arranjei para exemplificar e explicar um pouco de como funcionam os salários/descontos.

Tasqueiro Emigrante disse...

claro...sei que cada cantão tem os seus impostos...
há uns que paga-se menos.

dou um exemplo que é verdadeiro:
a renda de um studio em Ardon(Valais) custa 600CHF já com tudo incluido(água,luz,aquecimento,etc)...
390€ por tudo incluido...dá que pensar...afinal não é assim tão mau...lol

Luís Rocha disse...

Olá Aurora, parabens pelo Blog.

Irei trabalhar para a suiça nos proximos meses e gostaria de saber quanto irei pagar de impostos em Zurich. Sabes dizer-me ?

Pelas tuas contas tirando os 300CHF de seguro saude os impostos serão 28%, será que em Zurich será mais ou menos que isso ?

Obrigado
Luis Rocha

aurora disse...

Luis, vá a http://www.steueramt.zh.ch/html/english_content/index.htm

Davide disse...

Boa Noite

Agradecia que alguem me ajudasse arrnjar um emprego na hotelaria na suiça, tenho 32 anos e sou casado, e se vale a pena trabalhar na suiça.

mxco disse...

Olá,
Tenho 26 anos e tenho um colega em berna a trabalhar na construção e em limpezas.
E estou a pensar em ir para lá trabalhar e mais tarde levar a minha namorada.
eu gostaria de saber mais ao menos o custo de vida de berna, ordenados, custo de apartamentos, etc.
Se me poderes ajudar me!!!
Abraço
Costa

celina ferreira disse...

ola boa tarde em 1º lugar quero dar os parabens por este site. depois gostaria que me ajudassem se possivel e que eu respondi a uma proposta de emprego ai na suiça como emprega domestica para tomar conta de 3 crianças e a oferta foi de: 1.000euros/mes com quarto e alimentaçao e com uma folga por semana nao sei se é o normal ai ? eu tenho 29 anos e esta é a 1ª vez que penso ir para fora e tenho um pouco de medo... embora aqui nao esteja bom os ordenados sao pessimos mas conheço a lingua loll sera que alguem me consegue ajudar. obrigado

aurora disse...

ahh well ... nada como anúncios e contractos que engodam os menos precavidos -_- Celine, desconfie por favor de anúncios em que lhe pedem para ser empregada doméstica a tempo inteiro e ainda por cima, na verdade, ainda tem de ser ama de alguma criança ... e neste caso são 3 e ainda são pequenos, não? E por 1000 euros!! Se fôr preciso ainda lhe dizem que com cama e comida lhe estão a pagar bem a mais. Hey, tem um dia de folga e tudo (em 7 dias, não? não especificaram isso pois não? ) que é que mais pode querer ... é uma sortuda!!!

Sarcasmos à parte, este tipo de anúncios é feita por pessoas sem escrúpulos ou respeito pelas pessoas que vão/pretendem empregar.
E quando conseguem apanhar um/a exploram-no/a o mais que podem, dão-lhes uns hand-me-downs de vez em quando (tipo um computador velho que já ninguém dá nada por ele em lado nenhum, umas roupas ainda em bom estado, mas demodê, etc.) e sempre com uma aura magnânime e benevolente de quem "estou-te a fazer um enorme favor (enquanto trabalhas para mim como um/a escravo/a)". Yey, e são estas pesssoas ditas "íntegras e de "sociedade"! mas em terra de cegos, o hipócrita é rei. Ou era quem tem olhos ...

Celine, não sei qual é a sua preferência em termos de trabalho, se prefere ser ama de crianças ou se quer ser empregada doméstica ou mesmo, se quer ser as duas coisas.
Independentemente do que escolher, certifique-se sempre que todas as suas funções, assim como folgas e dias pagos a que tem direito caso fique doente (sem que tenha de ter um atestado médico) estão detalhadas o mais possível no contracto.

Quanto ao resto, ficam-lhe aqui uns exemplos.

Uma empregada doméstica que tenha um contracto a tempo inteiro aqui ganha à volta de 3000 CHF brutos por mês (1984 Euros). Um contracto "normal" a tempo inteiro, é de 40h semanais, com horas extras pagas ou em tempo extra de férias ou em X dinheiro/hora e dá-lhe direito a 25 dias úteis de férias por ano (pagos tb). Também, normalmente é-lhe feito um seguro contra acidente no trabalho e começa a fazer descontos para a sua reforma/aposentadoria. E acima de tudo, empregadas domésticas não são amas. Uma vez por outra é um favor que fazem, todos os dias é uma obrigação que não têm que cumprir. É claro, cama e comida são por conta própria. E há sempre a possibilidade de ter um bónus no fim do ano.


Amas de crianças podem ganhar à hora (as chamadas mães-de-dia) e aí isso varia muito dependendo da localidade ou mesmo que se ama declara o rendimento ou não.

Uma ama a tempo inteiro com contracto ganha pelo menos o mesmo ordenado que uma empregada doméstica. Dependendo da experiência, pode ganhar bem mais. E as amas não fazem qualquer trabalho doméstico que não seja relacionado com as crianças.

E depois há as Opers. que são "o modelo de ama mais barato". São jovens mulheres/homens de outrao país que estão dispostos a passar o mínimo de 6 meses noutro país para se aclimatarem com a lingua e cultura em troca de tomarem conta das crianças de uma família de acolhimento. São pessoas que são contratadas pelos tais 1000 Euros a tempo inteiro, com cama e comida, com um curso de introdução à lingua do país pago pela família de acolhimento, com X horas de trablho por dia e todas as que passarem disso são horas extra (e pagas), etc. Hoje em dia existem Agências de Opers. que salvaguardam os direitos das pessoas que trabalham como Opers. precisamente para evitar casos em que as pessoas são contratadas para tomar conta de X crianças e de tudo o que isso acarreta e que acabam por tomar conta não só das crianças como também da família inteira e da casa pela mesma remuneração. Sem falar em contractos pouco explícitos em que quando alguém se queixa leva com um "mas você fez as coisas porque quis, de boa vontade e eu não lhe devo nada."

Abra os olhos :)

Rui disse...

Aurora parabens pelo blog, muito informativo do mais completo que tenho encontrado referente a trabalho na suiça...

roca disse...

tenho permisso L ,tenho de mudar a carta de conduçao para suiça,,,posso conduzir carro portuges na suiça com este permisso

aurora disse...

@roca

durante um ano não tem problemas. Ao fim de um ano tem que requerer a carta suíça. Quanto ao carro, não sei.

Rituxa disse...

Boa tarde Aurora,

Em 2008 vim pedir o seu auxílio, pois estivemos mesmo em vias para ir viver para Locarno, não sei se se recorda :o); entretanto as coisas não avançaram, até esta data que voltámos a estar no mesmo pé, e o meu marido está de partida para lá para assinar o contrato. A sua ajuda é mesmo preciosa, e o seu blog é uma bíblia para mim, muito obrigado mais uma vez.
Neste momento a nossa filhota já tem dois anos e quase meio, a situação ideal para a adaptação, embora fique comigo em casa, acho que vai ser fácil para ela. Eu gostaria de mais tarde trabalhar, mas língua só domino o inglês, logo se verá.Até breve

aurora disse...

olá Rituxa :)
antes de mais muito obrigada pelo comentário :D ... infelizmente não tenho dado tanta atenção ao blog como já dei no passado. não tenho tido tempo por aí além. quanto a empregos, depende da área ... de momento as coisas por cá também não estão muito famosas (mesmo para quem tem emprego tb. são raras as empresas que tenham feito lucro no ano passado por exemplo e todas estão a "apertar o cinto"). quanto à lingua, aproveite o tempo em que vai estar como dona-de-casa para aprender o mais que puder pq quando começar a trabalhar é mesmo muito difícil ter tempo/vontade/cabeça para estudar.
deixo-lhe aqui ainda a companhia de mudanças que costumo usar para o caso de ainda não terem decidido o que fazer quanto a isso:

http://www.welti-furrer.ch

não sao baratos, mas são bons profissionais e fazem mudanças internacionais :)

resta-me desejar-lhes muito boa sorte e que tudo corra pelo melhor :)

Rituxa disse...

Aurora é sempre tão bom ouvir suas palavras, agradeço-lhe imenso o contacto da transportadora, já o guardei e de certeza que irei contactar para cotação de preços, não conhecia.
A Empresa oferece-nos um curso de italiano, não sei bem é quando terei disponibilidade para fazê-lo uma vez que estou sempre com a pequenita, mas lá poderei descobrir uma forma.
Existe alguma questão que ache que poderia ser pertinente saber da Empresa? Algo que nos possa estar a escapar?
Embora não tenha muita disponibilidade vai sempre dando uma ajuda aqui e ali, o que da minha parte muito lhe agradeço.
Já agora sabe me dizer se é preciso ter carta de mota para conduzir uma acelera de 125cc? Em Portugal foi autorizado a condução apenas a quem tivesse carta de condução de carro, mas aí não sei e como temos uma ... se calhar vendêmo-la por cá.
Beijinhos
Rituxa

aurora disse...

@Rituxa

salvo erro, uma mota dessas pode ser conduzida cá durante um ano e com a carta de condução portuguesa desde que a mota tenha a placa L (que se usa por cá para quem está ainda a aprender). passado esse ano, têm que fazer um exame de condução de mota e se passarem dão-lhes a carta A1 (de condução de motas até 125 cc).
Dê uma vista de olhos aqui:

http://www.motorradausweis.ch/easymoto.cfm

Quanto ao curso de italiano, se a empresa lhes está a oferecer aos dois um curso, aproveite :) há bastantes facilidades em termos de horários, há cursos de manhã/tarde/noite e inclusivé aos sábados de manhã ... por isso, de certeza que se consegue encaixar nalgum :)

Rituxa disse...

Isso são óptimas notícias :o) tanto da moto como dos cursos, não me tinha lembrado dessa hipótese de ser ao Sábado ou à noite. O meu marido provavelmente terá o curso mm no horário de trabalho, penso eu!!

Tá a nevar em Zurique não é? Que lindo, acho que em Locarno não neva, é pena.

Bjs

Rituxa disse...

Já está Aurora, contrato assinado!!
Os dados estão lançados ...
Que engraçado descobri agora a ler o Blog que somos practicamente da mm idade.
beijinhos e até breve

aurora disse...

heheh :) até breve Rituxa. Boa sorte e dê notícias :)

JMS disse...

Olá Auroa, muito boa noite!

Tenho lido o seu Blog e desde já lhe deixo os meus sinceros parabéns, uma vez que transformou o seu blog num belo espaço de informação.

Sou enfermeiro, tal como a minha esposa, e colocaram-nos a hipótese de ir trabalhar para aí como tal.

Ofereceram-me um contrato de 40h a 42,5h semanais. Horários de 12h, 8.30h e cortados (7-12/ 16-20). Séries de 2 a 4 dias e 3 a 5 noites. 5 semanas de férias e 10 a 13 feriados, segundo o cantão.

13º Mês, remuneração suplementar de 3,50€ por hora em noites, fim de semana e feriados.

Como tenho 5 anos de experiência e a minha esposa 4, oferecem-me 5403 FrCh e a ela 5292.

Seria eventualmente para Lausanne mas sobretudo para a suiça romande.

Que me diz destas condições?? É através de uma agência e questiono-me se eu, individualmente, poderei auferir de melhores condições.

Agradeço o seu comentário acerca da minha situação, e de quanto poderia realmente poupar, pois acredito que a sua resposta poderá influenciar decisivamente a minha decisão...

Muito obrigado antecipadamente,

João Sousa

Paulo disse...

Olá Aurora,

grande blog, bastante explicito e esclarecedor. No entanto, surgiu-me uma dúvida, penso em trabalhar na Suiça, não só pelo dinheiro, mas sobretudo pela população e pelo país em si, identifico-me bastante com algumas coisas por aí (baseado em viagens que fiz até aí).
Tenho +- apalavrado um contrato de trabalho por cerca de 5500 chf/mês, para o cantão FR. No entanto, não sei se será um valor razoável para a minha subsistência e da minha esposa.

Já agora não me sabe indicar qual o salário médio de um Eng.º...

Desde já os meus sinceros agradecimentos pela atenção dispensada.

Bypassone disse...

Em relação ao seguro de saúde, há que referir que há várias franquias. Quem quiser pagar mais de prémio, pode optar pela franquia mínima, que é de 300 Sfr. A partir dessa quantia a seguradora começa a pagar as despesas. Não esquecer também os 10% de "selbstbehalt" que há que pagar sempre, mesmo depois de já ultrapassada a franquia e a seguradora ter começado a pagar.
É um autêntico "paga e cala" (eu que o diga, que pago o seguro dos 4 cá de casa)

DubThemAll disse...

A minha experiência na Suiça:
Tenho 21 anos, cheguei à Suiça à 10 dias. Estou a viver com um amigo português no cantão de neuchatel. Consegui uma entrevista de emprego na área da relojoaria e após uma semana à experiência lá me aceitaram para trabalhar. A entidade patronal ofereceu-me contrato, assim, com esse documento em mão pude ir solicitar a emissão do certificado de residência.
Recebo 3000chf limpos, despesas mensais = 750 casa (T1, eu durmo na sala com sofá cama), 210 seguro saúde, 15 TV, 45 Net, 15 electricidade. Como todas as despesas são divididas a 2 excepto seguro de saúde, no total as despesas fixas mensais = 622 CHF.

Dica: Na suiça os transportes são caros, então aconselho a comprar o demi-tarif. Trata-se de um passe que reduz o preço da tarifa para metade na maior parte dos transportes. Custa 150CHF ANUAIS. No meu caso, comprei também o passe Voi7, que me permite viajar em toda a suiça de comboio entre as 5h e 19h. Custa 100CHF ANUAIS.

É importante referir que os valores das casa, ordenado, seguro de carro ou de vida, transportes, imposto anual de matricula (p/ automobilistas)varia de forma significativa consoante o cantão onde se reside.

Dica 2: Não tomem café nem cerveja num café/bar/pub, os preços estão altamente inflacionados. Comprem uma nespresso. Se não tivesse alterado esse hábito seria uma despesa média de 300CHF mensais.

Outro ponto: Para abrirem uma conta bancária na Suiça precisão de ter certificado de residência.

Outro ponto 2: Esta malta daqui é terrível a falar inglês, portanto apliquem-se no francês/alemão. Vejam filmes franceses/alemães com legendas em português e filmes ingleses com legendas em francês. Leiam o jornal regional ainda que não entendam.

Se vierem para o mesmo cantão que eu tragam muita roupa quente e se comprarem carro, tem que ter ar condicionado para descongelar os vidros, de outra forma não vão conseguir ver o caminho. É verdade.

Curiosidades: Na Suiça a gasolina é mais barata que que o gasóleo. Quem tem carta europeia de condução (como é o nosso caso, portugueses) e nasceu depois de 1987 tem que pagar 600CHF para emissão de licença de condução na Suiça, além de ser obrigado a um exame de condução em neve e piso molhado. Se trouxerem um carro de Portugal podem conduzi-lo na Suiça durante um ano antes necessitarem da licença.
Comprem um GPS que indique onde estão os radares, os suiços metem radares em todas as esquinas e a tolerância a infracções é mínima.

Boa sorte a todos. Salvem-se, fujam de Portugal.

EU MESMO disse...

Olá

Antes de mais um sincero obrigado à D.ª Aurora e a todos que colaboraram pela ajuda que este blog dá a quem está disposto a fazer algo tão importante como mudar de país.

No meu caso posso dizer que tenho um emprego muito específico, especializado e estável a ganhar algo como 36.000€/ano em Portugal, o problema é que moro na Madeira e a minha namorada não tem emprego e está à procura por mais de 1 ano.

Neste momento tenho uma oportunidade para ir ganhar 85.000CHF em Zurique, pouco menos do dobro do que em Portugal.

Não sendo dinheiro o mais importante na vida e sabendo que a minha namorada também tem mais possibilidade de encontrar emprego, gostava de saber a opinião de quem já vive na Suiça se aí conseguirei viver o mesmo nível de vida com cerca de três vezes mais dinheiro (com o salário dela) do que em portugal.

Muito obrigado por qualquer resposta.

Infelizmente como penso ser opinião geral, Portugal cada vez menos interessa a quem tem oportunidade de sair e mesmo que não queiramos, somos quase obrigados...

Um abraço
Azevedo

DubThemAll disse...

O valor das despesas mensais fixas e variáveis é mais elevado que em Portugal, mas não chega a ser o dobro. Se vai ter um income mensal 3x superior então penso que vai ter grande margem financeira.

Pontes disse...

DubThemAll foi fácil para si arranjar trabalho? eu tenho uma proposta que ronda os 95 000 francos/ano. A minha esposa é educadora de infância desempregada em Portugal. Estamos a pensar em ir...mas ela gostava de arranjar algo tipo numa loja de roupa ou assim,pelo menos ate ser fluente em frances e poder arranjar na area (neste momento ambos falamos o basico).Obrigado

DubThemAll disse...

Foi fácil pois tenho amigos que já trabalham cá há mais tempo e distribuíram o meu CV pelas empresas onde trabalham.
Se a sua esposa não dominar nem o francês nem o alemão, é especialmente difícil arranjar trabalho no sector de serviços ou comércio retalhista, mas na indústria as probabilidades aumentam.

joanapintoalmeida disse...

Olá, gostaria de saber se possível o vencimento médio de um motorista de autocarros aí na suíca e se a profissão de motorista é vista como qualificada ou não?

fabioazevedo disse...

para aurora: Chamo-me fabio, e tenho 18 anos, a caminho de 19, e visto ser novo, jovem, eeu gostava de imigrar para suiça, mais precisamente geneve! tenho um casal amigo la , e dizem que anoram la estar e tudo mais, que e uma cidade bastante acolhedora etc.... Gostava de saber a tua opiniao, em relação a palavra "poupança", mais gastos etc.... Visto ser um so ordenado entre, eu sozinho.


O teu blog esta fantastico, aprendi imenso, e esta muito acessivel :D

Filipe disse...

Boa tarde!

Desde já os meus parabéns pelo blog.

Gostaria de saber se há ofertas de trabalho para médicos estrangeiros de países europeus (Portugal, Espanha, etc.) ai na Suíça, com experiência profissional e qual é o salário anual bruto médio.

Em média, que percentagem do salário bruto é absorvida pelos descontos?

Desde já agradeço a atenção dispensada a este post.

Cumprimentos Rastamon

Vitor Farinha disse...

boa noite.
como alguém já perguntou, eu mantenho a mesma duvida relacionada com o trabalho de motorista de transportes publicos.
penso em emigrar com a minha namorada mas ela nao tem qualquer formação profissional especifica, apenas tem a formação secundaria no curso de design de equipamento mas nao tem arranjado emprego na area. tem experiencia em serviços basicos como lavandaria e comercial, como poderei dar o primeiro passo em relação a encontrar uma vaga para mim uma vez que poderia ser mais facil pois tenho 6 anos de condução de autocarros em lisboa. agradeço toda a vossa atenção...
cumprimentos
vitor

barbosa disse...

Boa tarde, agradeço estes comentarios para nos exclarecer duvidas, eu gostaria de arranjar trabalho na Suiça, poderia ir eu primeiro e depois iria a minha esposa os meus 3 filhos, para isso iria precisar que alguem me tentasse ajudar de inicio até ter emprego e casa.
Sou técnico de Manutenção industrial, tenho várias formações em Portugal e na Almanha, Mecánica,Electronica, Curso Manutenção e Reparação de Computadores ... Se me puderem ajudar em alguma coisa ficarei muito agradecido.Meu email:franciscocunhac533@gmail.com.
Tudo de bom e o meu obrigado.

Hagek disse...

Legal excelente publicação. Bem completa eu diria. De repente você poderia me ajudar eu tenho uma dúvida sobre uma bolsa de estudos na suiça. Diz aqui que ela paga 1.900 Francos suiços ~ 2000 dolares americanos, mas eu não tenho ideia do custo de vida na suiça. Vive-se bem, como estudante, com 1000 euros na suiça? Quais os custos que um estudante teria em aluguel, ou repúblicas na suiça, com alimentação e transporte?

MARK disse...

Olá meu nome é Mark pasteleiro já tive duas padarias e estive a ajudar a abrir outras duas em cabo verde, Gostaris de saber se me poderia ajudar a saber se a minha area tem alguma procura na Suiça e qual poderia ser um salario rasuavel para esta area.
Obrigado.

Paula Silva disse...

Boa tarde.
Começo por agradecer e felicita-la pelo seu blogue. Funciona como um meio informativo bastante ilucidativo.
Gostaria de saber como está estruturado o ensino na Suiça, quais são os anos em que os alunos têm de fazer escolhas, quais os níveis que permitem aceder à faculdade, quais as disciplinas de cada ano. Tenho um filho com 12 anos, a frequentar o sétimo ano, em Portugal e gostaria de saber, com que ano de escolaridade, o meu filho pode aceder à escola suiça, sem que tal, o prejudique, no seu percurso escolar; por exemplo, aceder à faculdade.
Agradeço a disponibilidade que possa dispensar a esta questão.
Cumprimentos.
PaulaSilva

Victor Candeias disse...

Boas noites ando a procura de trabalho mas com contrato na area de butcher em fribourg sera que ha muita saida nesta area o que e presico para poder alçancar o premi.sera que consigo tratar da papelada sem sair de portugal de maus abanar ,pois gostava de chegar a suiça mas com tudo legal sera que consigi tratar da papelada ca sem ir para a suiça.Gostava de uma informaçao Victor candeias

Algarvien disse...

Ola boa noite. Desde ja os meus parabens pelo blog.. E muito interessante e ja me tem ajudado muito. Estou a contacta-la por uma questao, em relacao as criancas o estado Suico da alguma ajuda a nivel de subsidios? Eu vou morar pra locarno proxima semana e falaram me da existencia de ajudas pra criancas menores, sabe me dizer onde posso tratar disso?
Obrigada bjs Aurora

Unknown disse...

Boa tarde
Tenho um filho em portugal a frequentar o oitavo ano da escolaridade em paralelo com a musica de nome articulado. O sistema de articulado é o mesmo aqui na Suissa. É que estou a pensar em traze o meu filho com a minha esposa para a suissa. Onde posso obter informações sobre este sistema de ensino ARTICULADO. Boa tarde e obrigadoase

fabio rios disse...

Sou o Fábio tenho 20 anos estou com muitas dificuldades económicas somos um agregado familiar com 3 (mãe, irmã e eu) só com o abono de escola da minha irmã + pequena reforma da minha mãe no valor de 302 euros. minha irmã estuda no 12 ano. meu pai abandonou minha mãe em Julho de 2012 cortando contactos com a gente devido aos problemas mentais tendo esquizofrenia indo morar para casa duma irmã (minha tia) em Alcochete e nós somos da zona de santo Tirso . Devido à conjuntura familiar e do país estou com a ideia de emigrar, porque aqui não consigo encontrar trabalho (farto-me de mandar currículos e fazer fichas de candidatura de empregos e até ao momento nada). Já estive no Luxemburgo 2 meses em remich que faz fronteira coma Alemanha , fazendo uns biscatos. meus pais já estiveram na suíça , concretamente em sisikon a trabalhar no hotel tellsplatte e em altdorf no cantão uri . Tenho o 11º ano e tenho a necessidade de emigrar para qualquer país Suiça , Luxemburgo, França,Alemanha , Bélgica) estes de preferência Por favor se alguém souber de alguma oportunidade de trabalho seja estufas, construção , hotelaria, qualquer coisa me contactem procuroempregourgente@hotmail.com

Ritinha disse...

Boa noite, gostaria de saber se ganhando 8000 CHF por mês se é um bom vencimento para viver em Baden, Suiça. Obrigada e grata pela disponibilidade.